segunda-feira, 23 de abril de 2012

Características de um bom candidato a intercâmbio







Como um estudante de intercâmbio ou um intercambiário deve ser:
Se você pegar um manual de como se dar bem num intercâmbio, lá estará escrito o óbvio, ou seja, que você precisa ter maturidade, disciplina, tolerância, paciência, habilidade de se comunicar na língua do país.

Mas primeiro de tudo: é preciso ser uma pessoa fácil de lidar, a tal de “easygoing” .

Segundo: ser prestativo, ser humilde e pedir ajuda.

Terceiro: aprender a fazer aquele exercício básico de se colocar no lugar do outro: ou seja, se você estivesse na situação inversa, de estar hospedando alguém em sua casa, como gostaria que esse alguém fosse, como gostaria que esse alguém tratasse os seus pais, como gostaria que esse alguém usasse o banheiro da sua casa, como gostaria que esse alguém se comportasse nas situações mais difíceis da família...

Outra coisa: vai ter que aprender “a engolir sapos” e desenvolver um senso de humor afiadíssimo.

Também precisa ser cara-de-pau. Muito cara-de-pau.

Viu? Como é fácil? Vai encarar?

2 comentários:

  1. Dúvida ref. a custos de intercâmbio: dá pra fazer um paralelo de gastos para um jovem de 18 anos entre fazer uma faculdade, ou SENAI ou intercâmbio?

    ResponderExcluir
  2. Oi "Corpiere", boa noite!
    Fazer paralelo com universidade ou curso profissionalizante em termos de custos fica difícil por N motivos: 1)a tua pergunta é muito ampla e merece um capítulo a parte e eu ainda chego lá; 2) universidade pública e de graça - tem no Brasil; mas não tem nos EUA, por exemplo, pois lá mesmo as públicas são pagas...3) no resto do mundo, curso universitário ainda não virou comércio (a exemplo de Brasil), são poucas, competitivas, mesmo sendo privadas ou públicas e...4) já o Brasil tem uma grande deficiência de profissionais técnicos/tecnólogos, mas isso, pelo baixo custo e pelo curto tempo de estudo, no exterior, é uma opçâo bastante vantajosa e "usada" pelos jovens que adiam a universidade por conta disso... 5)a pressa de fazer universidade logo após o ensino médio é uma cultura nossa e ainda hoje não consegui entender porque é mais importante do que ter uma vivência no exterior, por exemplo, seja em qualquer tipo de intercâmbio oferecido no mercado. Enfim, dá pra traçar uma idéia melhor se você tiver interesse em reverter sua pergunta para ensino médio, pois após ensino médio, cada caso é um caso. Desculpa a demora em responder sua pergunta, mas eu "perdi" no meio do blog e não achava...rsrs. Sorry!

    ResponderExcluir

Obrigada pelos seus comentários e considerações. Entraremos em contato em breve.