sábado, 28 de novembro de 2015

Por que tenho que decidir minha vida com 17 anos?



E então, você termina o ensino médio e vem toda a pressão, de passar no vestibular, de conseguir vaga na sonhada universidade, de fazer as contas pra ver se vai dar pra pagar.... e o que mais tem na sua cabeça agora é esse tipo de interrogação....

1) Por que tenho que decidir minha vida com 17 anos?

2) Eu já sei qual profissão seguir? Estou certo disso?

3) Em qual universidade farei o curso? Seria o ideal uma boa e conceituada universidade. Tem essa universidade na minha cidade? Ou vou ter que morar fora?

4) Saber inglês é importante na minha profissão? Eu sei inglês? É melhor eu resolver o meu problema com inglês antes, durante ou depois da universidade?

5) Tudo bem, eu faço tudo isso, mas e depois? Vou me sentir preparado para exercer minha profissão? Terei maturidade, conhecimento e jogo de cintura para lidar com as adversidades da minha profissão?

6) Eu poderia trabalhar em qualquer lugar do mundo ao escolher esta profissão?

7) Eu vou conseguir um lugar bom no mercado de trabalho depois disso tudo? Como estará o mercado de trabalho daqui 5 anos na profissão que eu escolher?

8) Quais são os meus objetivos daqui em diante?

9) Por que fazer universidade no Brasil se eu posso fazer fora?

O que você pode fazer depois de um ensino médio concluído... quais as minhas opções... e entre tantas opções, qual é a melhor pra mim?






Community Colleges - EUA
As Community Colleges oferecem cursos técnicos de 2 anos. Se o aluno decide encerrar os estudos após os 2 anos, ficará com um diploma de técnico ou tecnólogo (associates degree). Se o aluno desejar, ele pode aplicar, junto à sua Community College, para ser transferido para uma universidade conveniada e a universidade poderá o aceitar já no terceiro ano do curso equivalente (transferência para universidade – programa 2+2 transfer). Além disso, se o estudante precisar de suporte no idioma, as Community Colleges oferecem o que chamamos de ESL (English as a Second Language), para que ele possa atingir o nível de idioma necessário para acompanhar as aulas*



Cursos profissionalizantes e colleges: Canadá, Austrália, Nova Zelândia
Os estudantes podem trabalhar até 4 horas por dia. Os cursos oferecem certificado ou diploma; dependendo do tempo cursado e são indicados para os estudantes que: possuem proficiência intermediária, alta ou avançada da língua; estão em busca de cursos que ofereçam qualificação profissional em sua área de atuação ou em uma nova área de interesse; desejam investir em estudos de curta duração no exterior; buscam conhecimento prático, com foco na área escolhida e direcionada ao rápido retorno em sua carreira. Exemplos – opções:

Greystone College – Canadá (Vancouver e Toronto)
Cursos: business, management, tourism e hospitality, sales e marketing, human resources, financial, communications, etc

Art Institute – Canadá (Vancouver)
Cursos de Graphic Design, interior design, digital film e vídeo, 3D modeling, animation, fashion, etc

Loyalist College – Canadá (Belleville – a 3 horas de Toronto)
Cursos: accounting, automotive servisse, art e design, construction, architectural, animation, biotechnology, business, culinary, journalism, etc





TAFE - Austrália Institutos do governo.
Existem centenas deles espalhados por praticamente todas as cidades, mesmo nas pequenas. TAFEs oferecem uma gama enorme de cursos para quase tudo o que se entende por profissão nos dias de hoje. A maioria dos Australianos, ao terminar o Segundo Grau, faz um curso técnico ao invés de entrar para uma universidade, pois sem uma qualificação dificilmente conseguiriam trabalho. TAFE é uma referência em escola técnica e vocacional na Austrália.Um estudante internacional tem que ter pelo menos um nível médio de Inglês, normalmente o equivalente a uma nota 5.5 num teste IELTS. Se estudar Inglês no próprio TAFE ou num curso conveniado, poderá ter entrada direta no curso técnico sem necessidade de testes


ILSC – BUSINESS COLLEGE: Sidney e Brisbane - Austrália
O campus Brisbane tem vista para um belo parque, a apenas dois minutos da estação central de trem. As salas de estudantes se abrem para um terraço cercado, onde o alunos podem fazer pausas e almoçar.
ILSC é do mesmo grupo do Greystone College (no Canadá).
Oferece certificados e diplomas. Cursos oferecidos: marketing, business, international business, international trade;


Royal Business College
É um dos mais conceituados colleges da Nova Zelândia com campus em Auckland, Christchurch, Hastings e The Puke.
Oferece os seguintes cursos (diplomas): Entrepreneurship (Innovation of Business Management) ; Business Management, Information Technology , Business, Computing , horticulture, Tourism Management


NZLC – Auckland e Wellington
Escola de línguas que oferece curso de inglês com um programa de estágio orientado (English + Internship Programe Package* à non-paid work)
Accounting, Advertising, Agricultural Research, Engineering, Event Management, Fashion, Human Resources, Hospitality and Tourism, Journalism, IT, Marine Biology, Marketing, Web Design, Social Media, Social Work, Town Planning and more! Também ajuda os estudantes, como se fosse uma agência de empregos, a arrumarem colocações de trabalho para conseguir manter os estudos. Os locais e áreas; Cafe / Bar / Restaurant / Tourism / Hotel / Backpackers / Assistant Teacher / Administrator / Nursing / Social Work / Retail


Campbell Institute –Wellington e Auckland
Escola de línguas que ofece curso de inglês com um programa de estágio orientado, trabalho voluntário e pathways.



 New York Film Academy - EUA
A New York Film Academy, localizada nos Estados Unidos, com centros em Los Angeles dentro da Universal Studios, em New York (Manhattan) e em Orlando.

É uma instituição de ensino singular, consagrada no mundo por ensinar cinema, animação e atuação.







Inglês acadêmico em colleges e universidades:


UMKC – E.U.A.


Curso de inglês intensivo dentro de uma universidade. São cursos mais elaborados, com carga horária de aproximadamente 36 horas/semana pois servem para preparar o estudante para frequentar a própria instituição.

Na universidade estará frequentando o mesmo campus que os nativos.

O aluno pode cursar a própria universidade e, como ex-aluno do curso de inglês tem vantagens para concorrer a bolsas de estudos. Também uma vez aluno da universidade, não precisará fazer o TOEFL para ingressar nos cursos universitários;

Como aluno da universidade, pode utilizar das dependências da universidade (dormitórios, academia, piscinas oficiais, saunas, bibliotecas, livrarias, restaurantes, lanchonetes, teatros, cinemas, times de basketball, football, voleyball, atletismo, laboratórios de línguas, informática, quadras de esporte, etc.) e esta estrutura não tem em nenhuma escola de idiomas;

Poderá cursar o curso adicional: o preparativo para o exame para o TOEFL - para os estudantes que conseguirem nível 3 ou 4 no exame seletivo da UMKC, a universidade não cobrará o curso TOEFL;
O estudante embarcará com o visto F-1 (visto para estudante universitário). Este tipo de visto permite que o estudante trabalhe até 4 horas/dia em 5 dias na semana, na própria instituição que lhe concedeu o visto no primeiro ano de visto;

Kansas City possui 2 milhões de habitantes e é uma cidade riquíssima. E é linda! É citada e aparece em muitos filmes americanos.
Oferece também o programa sanduíche: um semestre de curso de inglês + um semestre de curso acadêmico na área do estudante; no entanto, o estudante precisa ter ingressado na universidade no Brasil.

Shafston International College - Austrália
É possível fazer o mesmo tipo de curso de inglês acadêmico  na Shafston – Austrália.




Pathways (EUA e Canadá) e Foundation (Irlanda, Inglaterra, Escócia, Látvia)
O programa preparatório para ingresso na universidade nos cursos de graduação, pós-graduação, mestrado ou MBA são chamados de Pathways nos Estados Unidos e Canadá, e Foundation na Alemanha, Escócia, Inglaterra e Irlanda.

Os programas combinam o estudo da língua ao desenvolvimento das habilidades acadêmicas e podem oferecer aulas que garantem créditos acadêmicos.
O foco do programa está em garantir o ingresso no curso universitário desejado e também proporcionar a adaptação do estudante internacional ao novo currículo acadêmico, desenvolvendo competências que contribuem com o sucesso do estudante durante todo curso.








Programa de bolsas acadêmicas em universidades americanas




Garantia de bolsas de até 60% nos valores de mensalidade, acomodação, e outros serviços nos valores médios de gastos apresentados;

Com apenas 1 application é possível conseguir até 10 opções de bolsa;







Colocação direta em universidades EUA, Canadá, Látvia, Inglaterra;
SHAFSTON – AUSTRÁLIA
TSI – LÁTVIA
MIU – ESTADOS UNIDOS
UMKC – ESTADOS UNIDOS
TRENT - CANADÁ




Mas o que eu posso fazer no exterior e o que é necessário? Para saber valores, pré-requisitos, início dos cursos, duração e mais detalhes?
Podemos assessorá-lo(a) em sua decisão e escolha.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelos seus comentários e considerações. Entraremos em contato em breve.