terça-feira, 19 de janeiro de 2016

FYi --> High school

                                                                                                                                                  
Programa High School

O  programa de High School é um dos mais tradicionais modelos de intercâmbio de adolescentes  e os seus benefícios para a vida toda são indiscutíveis:
- viver em um país estrangeiro, conviver com a família hospedeira ou a comunidade escolar, (no caso das escolas boardings) e também com a sociedade local, experimentar a vida como estudante regular e fazer amigos de diversas nacionalidades produz resultados que vão muito além do aprendizado da língua estrangeira. O maior objetivo de um programa de high school não é aprender o idioma. O aprendizado do idioma é uma das “consequências” do programa, é apenas um dos ganhos do programa.
- adquirir habilidade para ir e vir de qualquer lugar do mundo, conviver e transitar nas diferentes culturas, compreender perspectivas globais, além do amadurecimento pessoal e do desenvolvimento de autonomia para enfrentar obstáculos da vida cotidiana são alguns dos benefícios dessa experiência única.
- o estudante não perde o tempo estudado no exterior, uma vez que a nossa lei de Diretrizes e Bases permite a revalidação do tempo estudado.
Se pode dizer, que o estudante volta diferente de um high school. Alguns estudantes relatam que o programa de high school deveria ser obrigatório: ou seja, todo mundo tem que fazer. Não existe o não fazer: ou você faz, ou se arrepende a vida toda por não ter feito


PAÍSES COM IDIOMA INGLÊS
É comum estudantes e pais ficarem indecisos entre qual destino escolher para realizar o sonho do high school. Diante disso, decidimos listar algumas diferenças abaixo, com o objetivo de ajuda-los a ter aquela conversa de família, “nos bastidores” quando surgir o assunto do high school.
Dividimos os países de língua inglesa em quatro grupos diferenciados:

GRUPO 1|ESTADOS UNIDOS (PÚBLICO)
Os Estados Unidos continuam sendo o único país de língua inglesa aonde:
- as famílias são voluntárias e não recebem nenhum incentivo financeiro pela hospedagem;
- as escolas são públicas e não cobram do estrangeiro;
- o programa de intercâmbio precisa ser feito através de uma organização nos EUA com autorização do departamento de estado americano para funcionar e com autorização para emitir o documento do visto DS2019.
- como as famílias são voluntárias e a escola pública, o estudante não escolhe escola ou família;
- as vagas são numeradas e limitadas
- o ano escolar nos EUA começa em agosto de um ano e termina em junho do ano seguinte. Assim, o estudante que embarca em agosto, pode ir para um semestre, pode ir por um semestre e prorrogar para mais um semestre ou pode ir por um ano letivo. Já o estudante que embarca em Janeiro, somente pode ficar um semestre letivo e é não prorrogável.
- o estudante não pode ser repetente e nem reclassificado na escola brasileira, tem que estar estudando no dia do embarque.
- o tempo máximo de programa que é permitido é de um ano letivo.
- o seguro-saúde embutido no programa deve seguir as regras do Departamento de Estado Americano;
- o preço de Estados Unidos para um ano compensa mais do que um semestre. Somente 20% das vagas são para estudantes de 1 semestre.

GRUPO 2| CANADÁ, AUSTRÁLIA, NOVA ZELÂNDIA, INGLATERRA E  EUA (ESCOLAS PARTICULARES E PÚBLICAS PAGAS)
- as famílias recebem ajuda de custo pela hospedagem, mas é a nível de ajuda de custo e não de vantagem financeira;
- as escolas, mesmo que públicas, cobram do estrangeiro aquilo que receberiam do Ministério da Educação se tivessem um nativo frequentando a escola no lugar do estudante estrangeiro;
- o dinheiro recebido do estudante estrangeiro é investido na própria escola, no programa em si, e as escolas que participam do programa tem excelente estrutura, os melhores professores, ótimos laboratórios, equipamentos, etc
- são países aonde quem controla o programa é o Ministério da Educação em cooperação com a imigração.
- o estudante consegue escolher, o distrito escolar (cidade) e a escola.
- o estudante pode ficar mais de um ano letivo no programa.

GRUPO 3|IRLANDA
Na Irlanda, o intercâmbio de high school funciona da seguinte forma:
- as famílias recebem ajuda de custo pela hospedagem, mas é a nível de ajuda de custo e não a nível de vantagem financeira;
- e as escolas, mesmo que públicas, cobram do estrangeiro;
- e o estudante não escolhe para aonde vai, a não ser que se decida por escola particular;


GRUPO 4|ÁFRICA DOS SUL
Apesar de a África do Sul ser considerada um país de língua inglesa, dado a sua história de colonização, cumpre lembrar que lá se fala mais 11 idiomas. Então, quando se decide pela África do Sul, considera-se a cultura e a aventura e não exatamente o idioma.
No programa da África do Sul,  as famílias são voluntárias e as escolas são públicas e devido às características do programa, não é possível escolher cidade ou escola.
Contudo, é aconselhável a quem puder, pagar por uma escola particular.
O  ano escolar é igual ao ano escolar brasileiro, ou seja, segue o ano calendário. O ano começa no final de janeiro/fevereiro e vai até novembro/dezembro; com férias no meio do ano, em Julho.

As características de cada grupo determinam acima determinam o valor do programa.



 
Etapas do programa High School:
1.      Entrevista: o estudante e seus pais poderão fazer uma entrevista sem compromisso, tirar todas as suas dúvidas e receber  as informações sobre o programa. Esta entrevista pode ser feita por telefone, skype ou pessoalmente.
2.      Seleção: o(a) estudante fará um teste de inglês, preencherá uma ficha de inscrição e responderá um questionário

3.      Application: Se o(a) estudante for aprovado no teste e na entrevista, receberá um dossiê (application) para ser preenchido. Essa documentação será preenchida com todas as informações sobre o(a) estudante, seus pais, sua escola, etc – esse dossiê será enviado para a organização/escola estrangeira e logo o(a) estudante saberá se foi aceito no programa.

4.      Aceitação e colocação: Uma vez aceito, a organização dará início ao processo de colocação na família, inscrição na escola, documentação para visto, etc.

5.      Preparação: O estudante e seus pais serão preparados e orientados passo-a-passo e progressivamente  para que ambos tenham uma expectativa realista de como será o programa.

6.      Embarque: Nesse dia você embarca devidamente preparado e orientado para começar seu intercâmbio.

7.      Suporte: durante todo o seu programa, os coordenadores locais estarão à sua disposição. O intercambiário pode entrar em contato com eles, caso necessite. Também acompanharemos o programa com interesse e dedicação aqui do Brasil, dando todo o suporte que os pais necessitarem.

8.      Seu ano no exterior: logo, o(a) estudante estará com a sua família hospedeira, na nova escola,  com os novos amigos, as aulas iniciam, os esportes e as várias atividades extracurriculares da escola também. Aí é só aproveitar o melhor ano (ou semestre) da sua vida.

9.      De volta ao Brasil: no final do programa, o(a) estudante receberá toda a atenção e orientação de como convalidar suas notas e continuar seus estudos regularmente aqui no Brasil.

BOARDING OU HOST FAMILY

Alguns pais ficam indecisos entre casa de família e hospedagem na escola.

Casa de família:
As famílias são rigorosamente selecionadas. As famílias devem oferecer ao estudante um ambiente seguro, agradável e acolhedor. A classe social da família ou profissão dos pais não importam. Importa que a família hospedeira tenha condições de dar conselho, de se responsabilizar, sustentar o estudante. Caráter é importante. A família hospedeira pode ser: pai e mãe, só uma pessoa, ou um casal com filhos, com crianças pequenas,  adolescentes ou jovens adultos.
O esforço de adaptação de um estudante que decide por casa de família é maior do que um estudante que decidiu pela boarding. Quando o estudante chega em casa de família, deve estar preparado para passar pela fase da adaptação: nem o estudante e nem a família são perfeitos. A família tem uma história e um passado dos quais o estudante não participou. O estudante é um membro da família, mas sem essa bagagem de informação. Num início, o as rotinas são diferentes e o estudante ainda não conhece bem as pessoas com as quais vai conviver. Porém, com o passar do tempo, o entrosamento virá e o intercambiário verá que a experiência de morar com uma família hospedeira é enriquecedora, confortante e que  o ajudará a praticar o idioma, além de se integrar à cultura local com muita facilidade. O estudante passa a ter a família brasileira e a família do intercâmbio.
Estudantes hospedados em casa de família, geralmente fazem o café na manhã e o jantar na família. O almoço é feito na escola e o estudante deve pagar por este almoço.

Casa de família ou boarding
Para alguns pais, optar por uma boarding school evita um certo estresse de início e se sentem mais seguros. A maioria das boarding schools compensam o tempo da vivência em família com jogos, brincadeiras, atividades extracurriculares, competições. A idéia da boarding school é oferecer formação além de informação, então se trabalha muito em cima de valores, de caráter, de independência, e etc. Esta é uma ótima oportunidade para conhecer estudantes de várias partes do mundo e fazer amigos espalhados pelo mundo todo, conhecer uma enormidade de culturas através dos amigos da boarding shcool.
 Na maioria das vezes, essa opção de acomodação é oferecida somente em escolas particulares.
Os estudantes que ficam em boarding (hospedados na própria escola) tem as 3 refeições diárias incluídas no preço.
Culturalmente, as boarding schools da Inglaterra e da Irlanda fecham por 2 semanas no período do Natal. As escolas não incluem esse período em seus preços. Os alunos que desejarem podem vir para o Brasil passar essas duas semanas, ou combinar com os pais naturais de se encontrarem e viajarem pela Europa. Algumas escolas deste tipo (boarding/internato) oferecem a opção do estudante se mudar para uma casa de família próximo a escola durante este período por um valor adicional. Ainda na Inglaterra e Irlanda, as escolas fazem uma parada próximo ao nosso feriado da Páscoa, conhecido como Spring Break. Neste período, as escolas não fecham, mas suspendem as atividades.

E ENTÃO, ESCOLA PÚBLICA OU PARTICULAR
O estudante, dependendo das características do programa, conforme acima exemplificado, pode escolher entre estudar em uma escola pública ou particular.

Na escola pública, o ambiente tende a ser mais descontraído e o estudante terá a oportunidade de conviver com alunos locais. É bom para quem espera um maior contato com a cultura do país escolhido.

A escola particular oferece um ambiente mais seletivo, com menos alunos em sala de aula, e geralmente é dada grande ênfase à parte acadêmica e a preparação para ingresso nas melhores universidades, além de diversas opções de atividades sociais.
Se a prática de um determinado esporte é muito importante para o estudante, sugerimos que a escolha do país e da escola priorize esse critério.

As escolas públicas geralmente não exigem uniforme, porém muitas têm um código de vestimenta que deve ser seguido.
Nas escolas particulares o seu uso é, na maioria das vezes, obrigatório.

Algumas escolas oferecem um currículo diferenciado e você poderá ver alguns termos que talvez não conheça ou até que lhe seja familiar, quando estiver olhando o material de high school.

International Baccalaureate Program (IB Diploma) – oferecido em mais de 3 mil escolas e em mais de 135 países, o IB é um programa pré-universitário com duração de dois anos e oferecido para alunos entre 16 e 19 anos.
Um conceito mais antigo do IB dizia que  escolas IB seguem o mesmo conteúdo escolar em qualquer parte do mundo. E por conta disso, estudar numa escola IB no Brasil ou IB no exterior, significava não perder conteúdo programático. No entanto, atualmente, o que se diz é que o IB oferece um currículo internacional desafiante que enfatiza o pensamento crítico, a compreensão intercultural e a exposição a uma variedade de pontos de vista. O sistema de avaliação é bastante rigoroso, e os critérios são muito bem definidos. Nas escolas ao redor do mundo são aplicados os mesmos exames. Esses exames externos são complementados com uma avaliação interna feita pelos professores da escola.O sistema garante que os alunos tenham várias oportunidades para demonstrar o que aprenderam por meio de diferentes tipos de avaliações. Ao final, os alunos aprovados receberão o IB Diploma, amplamente conhecido, mundialmente aceito pelas melhores universidades do mundo por seu elevado nível de exigência e fiscalizado pela Organização do Bacharelado Internacional (IBO); www.ibo.org
Espera-se do candidato ao IB, proficiência na língua inglesa, motivação, disciplina e excelentes notas escolares.

Advanced Placement Program (AP Diploma) – criado em 1955 pelo conselho dos “colleges” americanos na busca de uma avaliação
unificada entre escolas secundárias e educação de nível superior. Basicamente, quando numa escola,  alunos que se destacam em determinadas matérias, a escola decide por criar a classe AP daquela matéria e esses alunos são coordenados por um professor.

Os alunos cursam matérias em níveis avançados de estudo obtendo créditos que se sobressaem nos processos de admissão em colleges/universidades.  As aulas têm foco em discussões, resoluções de problemas em grupos, hábitos de estudo, disciplina e técnicas para dissertações claras e persuasivas, auxiliando o aluno a desenvolver os conhecimentos e as habilidades necessárias para o sucesso na continuação dos seus estudos.

A FYi intercâmbios
No entanto, tão importante quanto à decisão de viver a experiência de um High School é a escolha da agência que será responsável pelo intercâmbio, uma vez que cabe a agência oferecer orientação e consultoria a respeito do programa que será o melhor investimento para os pais, qual oferecerá o melhor aprendizado ao estudante e proporcionará a tranquilidade e a segurança para ambos. A escolha do destino adequado ao perfil do estudante e seus pais faz toda a diferença no programa.
A FYI Intercâmbios é uma agência nova e pretende inovar o atendimento do programa de high school no Brasil. E apesar de nova, é composto por uma equipe com muitos anos de experiência e uma vasta e sólida carreira na área de educação internacional. A FYI Intercâmbios está sob o comando de Perpétua Devite, com 25 anos de experiência,  sinônimo de atendimento no programa de high school, dado o cuidado, seriedade, a dedicação, o atendimento, ao aconselhamento na hora da decisão do destino e opções, a preparação progressiva e constante aos pais e estudantes.  Também através do deste blog compartilha experiências e dicas com os pais e estudantes: “_Não pretendo ser uma empresa de educação internacional grande, mas pretendo ser a melhor.”
A FYI foi em busca de parceiros renomados no exterior, de confiança, responsabilidade e qualidade reconhecidas.
Para maiores informações: http://fyi-intercambios.com.br/contato/


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelos seus comentários e considerações. Entraremos em contato em breve.