sábado, 20 de fevereiro de 2016

Bélgica


Aperfeiçoar um idioma no exterior parecia a principal razão pela qual eu devia fazer um intercâmbio. A segunda boa razão era conhecer uma nova cultura. Descobrir na prática TUDO que isso significava e muito mais, foi a maior delícinha da minha vida, so far.

A decisão de ir para Bélgica, um país que quase ninguém que eu conversava sabia onde ficava e investir em um segundo idioma que eu ainda nem falava direito, o francês - foi um risco que eu assumi, com o peso da sã consciência de que aquele dinheiro para pagar o programa era suado e que tinha que valer a pena. Hoje não consigo nem lembrar o porquê em algum momento eu hesitei.

Sobram motivos para ir: um ótimo custo e benefício (do programa e do custo de vida), um país pequeno territorialmente falando (é sempre vantajoso, dá para se jogar em todas as direções, onde o vento te levar e se aventurar sem limites, sem fronteiras), localização privilegiada na Europa (tudo de bom as Europas: um novo idioma, uma nova cultura, tudo novo em menos de 2 horas de viagem e fica a dica, trem é barato mas voar pela Ryanair é bom, barato e rápido – credi in me amico menos de 1 Euro uma passagem área, tá bom para você? A gente acorda em Paris e janta em Madrid pagando 15 Euros, não acredita? Então google it -  outro fato é que la Belgique ou België tem 3 idiomas oficiais (francês, neerlandês e alemão) e para quem se vende fácil por comida ou bebida, como eu:  la bière, le pékèt, les frittes, les moules, le chocolate et les gaufres <3 vão te conquistar –  só para registrar nas friteries os acompanhamentos fazem qualquer um salivar e sair da dieta: fricadelle, boulets sauce lapin ou cervelasHeureusement eu não como mais carne =D

Les belges: o que se pode dizer de pessoas que te recebem com cerveja já no primeiro dia que você chega, sem nem saber se você bebe?! Por causa da minha idade, eu nunca tinha nem provado nenhuma bebida alcóolica no Brasil, comecei bem: a primeira bebida alcóolica da minha vida foi uma Kriek Cerise Belle-Vue, em uma tarde do verão europeu, na terasse de casa, perto de um charmoso champs de Blé como na canção de Johnny Hallyday, aliás Johnny hahaha, você ainda vai dançar no ritmo de Hallyday e depois vai rir lembrando rs. O que pensar então dos colegas de turma que no intervalo do almoço da escola te convidam para tomar uma cerveja? Afinal como você acha que eles aguentam aula das 08h30 até 16h30?!
Não generalizando os belgas mas os que eu tive a sorte de conhecer, eles gostam de karaokê, beber, dançar em cima da mesa independentemente da faixa etária 15 ou 45 anos (até mesmo a tua host mother, afinal ela é belge), beber (eu já falei?), se abraçar e cantar juntos no meio da festa Les lacs du Connemara de Sardou e no final Je suis malade de Serge Lama kkkkkk – ai deusas da Babilônia, eu rio MUITO só de lembrar. E deixe de pantim, antes de criticar, julgar e condenar, lembre-se it’s a new world, uma nova cultura e etnocentrismo meu bem, é muito feio para qualquer um, principalmente para um futuro intercambista.
Escola: quando me falaram que era das 08h30 até 16h30, eu tive dó deles, de mim, dos professores enfim de tudo e todos mas afinal é tranquilo com intervalo de uma hora (bières et frites) e na parte da tarde a gente também tinha aula de natação, tênis, badminton, mini-golfe kkkkk haja paciência e talento para jogar golfe, nom de Dieu rs E as vezes tinha as escapadas depois do almoço para ir para a praia, lá do outro lado do país ou ir bem rapidinho para Maastrich nos Países Baixos, porque a roupa lá era bem mais descolada, ou apenas ir visitar os castelos de Bruges, se perder no Carré de Liège, treinar o inglês ou neerlandês em Bruxelles – coisas rotineiras quando se faz um intercâmbio na Bélgica =p
O mais legal da escola na Bélgica é que você escolhe qual grade escolar quer seguir: exatas, humanas ou biológicas – algo assim. Sei que eu escolhi a grade dos idiomas: tinha aula de inglês (alto nível, melhor que muito curso top do Brasil), espanhol, neerlandês, latim e claro francês – e só uma ou duas horas de química, física ou biologia – agora meu amigo, com matemática a gente passa vergonha. Pior que não tem nem como falar que os números e as operações matemáticas são diferentes – só Jesus salva.
As aulas de filosofia, eu nunca mais vou esquecer <3

E para quem se preocupa demais com o inglês e pensa que não dá para aperfeiçoar pois não é a primeira língua do país, na real onde você acha que os canadenses, norte-americanos, neozelandeses, australianos e todos os outros anglófonos fazem intercâmbio?? Pois bem, você pode praticar inglês com eles, as reuniões do intercâmbio lá são em inglês, as aulas de inglês sãohardcore e depois com tanto amigo anglófono você certamente irá visitá-los um dia – um voo para os Estados Unidos, hoje em dia, é mais barato que minha passagem João Pessoa – São Paulo. Na minha sala havia outras 3 intercambistas (Katie + Lauren do Canadá e Andréa do México), ainda hoje a gente se fala e somos super amigas. Eu já fui para o Canadá e México, visitá-las, estudar também - afinal a Bélgica foi só o meu primeiro intercâmbio depois que eu provei da fruta, fui intercambiar por outros horizontes Canadá, Argentina e África do Sul mas la Belgique sempre terá um lugar especial no meu coração.

Att,

Marina Prado





OS BELGAS
A Bélgica tem 10.900.000 habitantes, que significa a densidade populacional de 350 habitantes por km2. Duas principais comunidades moram na Bélgica. Os Flemish, ao Norte, fala Holandês e os Wallons, ao Sul, que falam Francês. A capital localizada no centro, Bruxelas, é bilíngue, com a maioria dos habitantes falando Francês. Na parte leste do país, pode-se também encontrar uma pequena comunidade que fala Alemão.

Um forte trabalho ético e apreciação da cultura são importantes para os belgas. As pessoas tendem a ter laços familiares, ficando preso a tradições. Todavia,  a posição da Bélgica na Europa também abre a interação social.
Ambos os Wallons e os Flemish têm amor pela vida e vivem intensamente, trabalhando bastante. Os Flemish são considerados, de uma forma, mais reservados que os Wallons.
Uma mistura de saúde material, boa moradia e valores familiares é o estilo de vida que a maioria dos belgas esperam. As pessoas geralmente gostam de ser notados pela suas conquistas sociais, ter boa moradia e viver uma vida bastante agradável.

Os belgas cumprimentam todo mundo com um aperto de mão. Apertos de mão são rápidos sem apertar forte. Amigos mais próximos, ou mesmo pessoas mais jovens se cumprimentam com três beijinhos na bochecha. Esse gesto é na verdade mais “beijinhos no ar” chegando perto da bochecha.
Os belgas chamam apenas amigos e parentes pelo primeiro nome. Fora isso, eles chamam as pessoas pelo sobrenome. Quando deixam um grupo,  (despedida),  os belgas sempre se dão aperto de mão e se despedem de cada um.

A importância da privacidade pessoal existe em casa. Os belgas gostam de convidar parentes e amigos mais íntimos para irem à casa deles, mas outras reuniões são geralmente feitas em lugares públicos.
É raro para os belgas visitar um ao outro sem estar tudo combinado antes. Uma vez que a visita está marcada, pontualidade é importante. Chegar mais de 30 minutos atrasado é indelicado. Um(a) hospedeiro(a) belga aprecia um presentinho ou flores do visitante convidado. Flores que  deveriam ser evitados seriam crisântemos, pois elas são associadas a funerais.

Os belgas seguem a moda européia e tendem a se vestirem bem em público. Trajes extremamente casuais é reservado para a privacidade de casa. Os homens que usam chapéu, retiram-no na entrada de qualquer lugar. Bolsas e casacos são deixados em escritórios.

Gestos manuais não são muito usados durante a conversa. É indelicado conversar com a mão no bolso. Como a maioria dos europeus, os belgas não conversam com alguma coisa na boca (chiclete, palito de dente ou comida).
Boa postura é importante, e as pessoas não põem seus pés em mesas ou cadeiras. Eles evitam apontar o dedo, se coçar, bocejar ou usar palito de dente em público. Guardanapos são usados discretamente.


A maioria dos belgas comem três refeições por dia, a principal é servida por vota das 18h ou 19h. A família geralmente se reúne para esta refeição, que consiste em um prato principal e sobremesa. A mãe normalmente serve pratos individuais para cada membro da família. Geralmente eles preparam pratos individuais para seus hóspedes também. As refeições são eventos culturais e sociais na Bélgica e de longa duração. Os belgas comem no estilo continental, com a faca na mão direita e o garfo na esquerda. Eles são econômicas e não gostam de desperdício. Acabar com a comida é algo que eles esperam, ou seja, você pode pedir pra repetir o prato.
Nos restaurantes, a conta é geralmente paga na mesa e a gorjeta está incluída na conta. Ainda, alguém também pode deixar o troco se desejar.

Os belgas comem grande variedade de comida, incluindo porco, pássaros, peixes, queijos, frutas, legumes, pães e sopas. Vinho, cerveja ou água mineral são freqüentemente servidos com a refeição.
A Bélgica é famosa por mousses, chocolates, trezentas variedades de cerveja, waffles e batatas fritas (o que os belgas reclamam ter inventado). Batata frita é servida mais com maionese do que com ketchup.
O café da manhã consiste em bebida quente e pão com geléia. Um lanche às 4h é usual. Os belgas têm grande orgulho na qualidade da sua comida e da variedade da cozinha, dos pratos feitos em casa até os adaptados de outras culturas. Os restaurantes oferecem enorme variedade de pratos internacionais.

A família  é ainda uma consideração forte na Bélgica, mas como os jovens vêm sendo mais independentes e extrovertidos, a influência está diminuindo. Filhos casados raramente moram com seus pais, exceto em zonas rurais onde as famílias dividem as terras.
A família de classe média tem um ou dois filhos. Os pais quase sempre trabalham fora. Em casa, eles dividem tarefas, mas as mulheres ainda são responsáveis pela maioria delas e pelo cuidado dos filhos...Feriados e Domingos são normalmente passados em excursões familiares ou visitas a familiares.
As pessoas quase sempre se localizam na mesma cidade que o resto da família. De fato, a mobilidade da Bélgica tende a diminuir completamente e as pessoas tendem a se fixar nas cidades onde elas cresceram ou perto delas. Isso ilustra como a família e as raízes da comunidade são importantes para os belgas. Os mais velhos são geralmente bem respeitados.

O namoro geralmente começa aos 16 anos, mas isso varia de acordo com as tradições regionais. Os jovens usam transporte público e bicicletas no começo, mas quando eles atingem a idade que é permitido dirigir (18), eles preferem carros particulares para namorar. Os jovens vão ao cinema, barzinhos e saem para dançar. Longos noivados são comuns. Morar junto antes ou em vez de casar é comum. Apenas casamentos no civil são aceitos pelo governo. Muitas famílias também têm uma cerimônia religiosa.

Mesmo que a Bélgica é uma sociedade secular, é também tradicionalmente Católica Romana, e 75% da população pertence à igreja. De fato, a maioria dos festivais culturais têm suas origens no Catolicismo ou têm sido fortemente influenciados por ele. A Religião tem uma grande importância na vida das pessoas, principalmente na conexão com maiores eventos como aniversário, casamento e morte.
Os Wallons têm uma história de ser menos devotos da fé católica do que os Flemish. A maioria das outras religiões principais do mundo também podem ser encontradas na Bélgica. As clerezias Católica, Protestante, Judaica e Islâmica, que têm reconhecimento oficial do governo, recebem seus salários do estado. Escolas particulares religiosas são também subsidiadas com fundos governamentais.

Feriados, quermesses, festivais e procissões são uma parte integral do estilo de vida dos belgas. Feriados legais incluem Ano Novo, Páscoa, Dia do Trabalho, Dia de Ascensão, Segunda-feira Branca, Dia da Independência, Assunção, Dia de Todos os Santos, dia dos Veteranos e Natal.
Carnaval é celebrado em Fevereiro ou Março, dependendo da cidade. Este festival é caracterizado pelas paradas, fantasias coloridas e cerimônias tradicionais. Tem raízes antigas e medievais. Primavera e Outono locais e festivais folclóricos são sempre feitos no campo.

Participação em atividades esportivas é universal. ciclismo e futebol são as que mais se destacam. A praia é a atração popular, assim como as lindas florestas no sul.
Caça, pesca e corrida de pombo são feitas em algumas áreas rurais. Na corrida de pombo, os machos são soltos longe das fêmeas e os donos apostam em qual será o mais rápido a voar de volta para seu parceiro.
As famílias se divertem em piqueniques, teatros e cinemas. Festivais locais e nacionais, como o Carnaval, são populares. A maioria das famílias tiram um mês de férias cada ano.
Todos os belgas são intensamente orgulhosos da sua rica herança cultural, especialmente em arte e arquitetura. Inúmeros teatros, festivais e museus recebem grandes patrocínios. Arte moderna e antiga são as mais destacadas em galerias obras de artistas famosos como Brueghel, Van Eyck, Rubens e Magritte.

Ainda é costumeiro comprar comida fresca diariamente epor conta disso, muitas feiras são feitas em grandes cidades. Supermercados estão disponíveis, mesmo que a Bélgica tenha muitas lojas de especialidades. O comércio é aberto das 9h às 18h com uma ou duas horas de intervalo para almoço. Uma vez por semana, geralmente na Sexta-feira, eles permanecem abertos até às 21h. A média de horas trabalhadas por semana é 36 horas.

Educação na Bélgica
Educação pública é de graça e abrange alunos de 6 a 18 anos. Muitos belgas, entretanto, mandam seus filhos para “escolas de graça”, a maioria delas são coordenadas pela Igreja Católica e subsidiada pelo estado. Uma larga porção do orçamento federal é distribuído para a educação. As aulas são bastante exigentes. Todos os estudantes aprendem pelo menos uma língua estrangeira. Começando aos 14 anos, os estudantes têm oportunidades de escolher entre carreiras diferentes e caminhos educacionais. Exames  determinam a entrada para uma melhor educação.
Aqueles que não vão à faculdade recebem treinamento na carreira escolhida na escola vocacional e técnica. As escolas são também populares. A taxa de alfabetização dos adultos é 99%.


O sistema da escola belga

a)     JARDIM DE INFÂNCIA (antes dos 6 anos)

b)     PRIMÁRIO:
§  1º ano
§  2º ano
§  3º ano
§  4º ano
§  5º ano
§  6º ano

Depois de completar os 6 anos de primário, os estudantes recebem um certificado de conclusão.

c)     COLEGIAL:
§  1º ano
§  2º ano
§  3º ano

Depois desses 3 anos, os estudantes recebem um certificado de conclusão.

§  4º ano
§  5º ano
§  6º ano

Depois de completar esses últimos 3 anos os estudantes um certificado de conclusão geral que lhe permite cursar universidade se você quiser.

d)     UNIVERSIDADE (4 a 5 anos) ou “HIGHER SCHOOLS” (3 anos):

Os estudantes belgas tem que ir à escola até os 18 anos. 
Os primeiros 2 anos de colegial na Bélgica pode ser considerado como o período de “teste” permitindo que os estudantes se acostumem com a variedade de matérias disponíveis. No começo de 3º ano, os estudantes escolhem a matéria principal que eles estudarão até o fim do colegial. Se um estudante acredita que fará a escolha certa, mas deseja mudar ele terá a oportunidade de mudar a matéria principal no começo do 4º ano. Entretanto, uma vez que o estudante chegar no 5º ano, ele deve continuar estudando a mesma matéria até o fim do 6º ano. Quando o estudante termina o colegial, ele tem direito de estudar qualquer matéria que ele deseja na universidade desde que ele receba uma educação geral além de estudar a matéria principal que ele escolher.
Os estudantes vão à escola de Segunda à Sexta. As aulas geralmente começam por volta das 8:30h e acabam por volta das 16h, exceto de Quarta-feira, quando os estudantes saem às 12h. Os estudantes geralmente têm 8 horas de aula todos os dias. Eles têm 15 minutos de almoço às 12h mais ou menos. As aulas não são as mesmas todos os dias: por exemplo, um estudante tem 3 horas de aula de Matemática na Segunda-feira, 1 hora de aula na Quarta-feira. As aulas são colocadas de acordo com a disponibilidade dos professores, já que eles têm que ensinar em várias salas ou escolas.
Há dois tipos de escolas na Bélgica: a pública e a particular.  Não há grande diferença entre as duas.
Durante o colegial, os estudantes geralmente têm as seguintes aulas:
 Primeira Língua (Francês ou Holandês, de acordo com as origens do estudante);   História,  Geografia,  Matemática,  Segunda Língua ( Holandês, Francês, Inglês),   Terceira Língua ( Inglês, Alemão ou Espanhol),   Ciências,  Economia,  Educação Física,   Educação Cívica ou Religião
Os estudantes têm que fazer provas durante o ano. Eles também têm provas antes do Natal e durante o mês de Junho. Para ser aceito para o próximo ano, o estudante precisa ter pelo menos 50% em cada aula. Os resultados escolares são dados diferentemente de acordo com a escola. As escolas usam porcentagem, letras ou escalas de pontos.
Poucas atividades extracurriculares estão disponíveis na escola. A maioria dos times esportivos, organizações culturais...são privadas.

Transporte
A Bélgica afirma ter o mais  completo sistema de transporte no mundo. Todas as estradas são iluminadas à noite. Ligado por uma densa população, este sistema faz a Bélgica visível à noite para orbitar no mundo espacial. Os trens são a forma mais rápida e prática do transporte público entre as cidades. Ônibus e bondes estão bastante disponíveis, mas a maioria das pessoas também tem carro.

Terra e clima
Com uma área de 30.528 km, a Bélgica é na maior parte planície, com um terreno montanhoso perto das florestas Ardenes do sudeste. A maior elevação é apenas 693m. Como os Países Baixos, a Bélgica tem barreiras e muralhas na costa para prevenir enchentes.
O clima é ameno, úmido e temperado. As temperaturas no verão atinge de 12 a 22ºC. No inverno, geralmente não são abaixo de 0ºC. O clima marítimo da Bélgica é fortemente influenciado pelo mar. Por conseqüência, neblina e chuva são comuns e há um pouco de neve no inverno. Junho a Setembro são os meses mais agradáveis.

Uma Reino Federal
A Bélgica tem se tornado independente desde 1830, quando se separou dos Países Baixos.


Economia e Finança
A Bélgica é um modelo de economia aberta. É realmente um país de exportação e é o nono entre os exportadores mercadorias e serviços. A exportação dá um lucro de 70% do PIB. O principal setor é o setor de serviços. O setor de serviços comerciais lucra 55% da atividade econômica; o setor não-comercial, 13% e indústria, 25%. Agricultura e o setor construtivo dividem as outras porcentagens. A moeda da Bélgica é Francos Belgas. A inflação é muito baixa, o que explica a fortaleza da moeda.


Documentos
Se você for permanecer mais que 3 meses na Bélgica, aconselho a  ir ao CityHall pedir a sua cédula de identidade. Assim que você receber essa identidade, você não precisará carregar seu passaporte mais com você. Essa identidade é válida para todos os países da União Européia. Esta é a primeira coisa que você precisa fazer. Para isso, leve sua cédula de identidade brasileira ou o passaporte ou ainda a certidão de nascimento.

Saúde e seguro social
Se seu país de origem pertence à União Européia, você tem o direito da cobertura do seguro social da Bélgica. 
Se seu país de origem não pertencer à União Européia, você deve ter um seguro particular para cobrir seus gastos médicos durante sua estada na Bélgica. 
Medicina socializada proporciona cuidado médico para todos os cidadãos. Médicos e clínicos são particulares mas são pagos pela fundação pública. A expectativa de vida é de 74 a 81 anos, e a taxa de mortalidade infantil é de 7 para cada 1000. Mesmo que a água é na maior parte segura, os belgas bebem mais água de garrafa do que da torneira.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelos seus comentários e considerações. Entraremos em contato em breve.