terça-feira, 29 de novembro de 2016

Lições que aprendi com desenho animado

Lições que aprendi com desenho animado


Eu, com os meus 48 anos, adoro desenho animado... Sempre gostei. Aparecia no cinema e com uma desculpa: "_eu 'tive' que trazer as crianças..." E, as vezes, estava até sozinha.

Alguns filmes, de um jeito ou de outro, tem críticas boas ou não tão boas e trazem lições. Um dos filmes que mais lembro é o filme "Robôs". É um filme infantil de 2005 do gênero comédia e animação e pra resumir, o jovem robô Rodney Lataria sai de sua pequena cidade natal, em busca de seu sonho de trabalhar na cidade grande com o Grande Soldador. Porém, o descartável Dom Aço e sua mãe Madame Junta tentam acabar com os robôs fora de linha para dar lugar aos modernizados. Para enfrentar Dom Aço e Madame Junta, Rodney conta com a ajuda dos Enferrujados..Mas os enferrujados precisavam de peças e que não são mais produzidas e ... acho melhor você assistir... não gosto de contar os finais.

Algumas lições, entre tantas outras:

1)"um sonho pelo qual não lute, pode assombrá-lo pelo resto da sua vida" - filme Robôs. Estou correndo atrás do meu. Abrir a minha empresa de intercâmbios é a realização de um sonho. Comecei a dois anos atrás e bem na crise, e o motor que me vez ir em frente foi quando me disseram: "_ enquanto você trabalhar na minha empresa, você vai fazer do jeito que eu quero, se quer fazer diferente, abra a sua empresa" . Ok, ele estava certo, ele é o dono... afinal quem estava interessado na minha opinião e em me deixar criar? Mas estava certo pela ótica dele e na posição dele e não na minhaEra isso: eu só precisava fazer aquilo que acredito e com autonomia, do meu jeito (criativo, petulante e atrevido). Está fácil? Claro que não. Mas tenho certeza de que estou no caminho certo.

2) “Sabe, eu adoro consertar. Mas todo conserto do mundo não será útil se não começar com uma boa ideia. Então, procure uma necessidade, comece a ter ideias para atender a essa necessidade. Uma ideia vai levar a outra...Viu a necessidade, atenda" - filme Robôs Estou na indústria dos intercâmbios há 25 anos. E o que percebo é que as necessidades de meus clientes mudaram. Quando comecei, o estudante/candidato buscava/contratava uma empresa de intercâmbio porque se precisava do consultor para ajudar com o processo burocrático tais como passaporte, visto, documentos de inscrição, application, preparação e embarque. Com a disponibilização destas informações na internet, a necessidade mudou. Hoje é mais importante ajudar o candidato a tomar uma decisão acertada de qual é a melhor opção de intercâmbio para o caso dele, pois são tantas opções a ponto de confundir. O consultor de intercâmbio passou a ser mais exigido antes da inscrição do candidato do que durante o processo de preparação do intercâmbio, ao oferecer soluções que satisfaçam o candidato/seus pais ou responsáveis . Em primeiro lugar é preciso conhecer muito o cliente e descobrir qual o seu objetivo, a sua necessidade para, então, sugerir uma solução que atenda e satisfaça essa necessidade.

3) "Por que ser você, se você poder ser novo?” A ideia é se reinventar todo dia. Me sinto correndo atrás do rabo do foguete o tempo todo. O nosso tempo é curto para tanta atualização, tanta coisa nova, tantas formas diferentes de fazer a mesma coisa, tanta informação de todo lado, pra ler, pra assistir, para pesquisar e estudar (importante não confundir conhecimento com informação). E o problema é checar se é confiável toda essa informação que chega. Mas, no meu ponto de vista, aprendemos com pessoas, com gente. Se ouvirmos mais as pessoas, os motivos, as razões, os objetivos, a história de vida, com discernimento, aprenderemos muito mais e de forma mais enriquecedora. Esse processo é mais rápido. Mas o que fazer se a maioria das pessoas não gosta de ser abordada, não no horário que você quer e somente e olhe lá, talvez no horário que a pessoa pode e quer?  Talvez seja um caminho sem volta: as pessoas preferem mensagens do que falar ao telefone ou conversar. É uma forma de se comunicar conforme sua conveniência. E tem que ser ligeiro... pois preferem mensagens rápidas do que no e-mail. Mas é preciso ficar atento ao tempo que estamos perdendo com isso: Se perde muito tempo digitando quando em poucos minutos de conversa se resolve. Isso assusta porque mensagens escritas não tem tom de voz, nem sempre lembramos de colocar um rsrs...e nem sempre é possível ter certeza de que a pessoa do outro lado entendeu exatamente o que você escreveu, ou se criou uma história dela, com uma vírgula que você colocou no lugar errado. Quando falamos, por mais que não nos vemos um ao outro, é possível saber se a pessoa está sorrindo ao telefone. Talvez por isso, os vídeos tem feito tanto sucesso entre os adolescentes: não precisa ler, é rápido, divertido e você se sente interagindo com a pessoa. E por que não podemos usar mais frequentemente esta ferramenta em nosso trabalho? Isto eliminaria as distâncias nos negócios.

Não lembro de qual desenho animado visto que assisto aos montes e queria deixar aqui algumas para que comentem ou identifiquem:

 "Durante o voo, não olhe para baixo, senão dá medo e você cai"

 "Você pode brilhar, não importa do que seja feito"

"Pedras no caminho? Eu guardo todas. Um dia vou construir um castelo"

"Coloque seus sonhos num lugar que você possa alcançar." 

"A única forma de chegar ao impossível, é acreditar que é possível." 

 "_ Temos uma chance em um milhão". "_ Então temos uma chance"

 E termino com o seguinte recado: prestem atenção nos filmes infantis... pois "Contos de fada não falam apenas sobre casar com príncipes encantados, falam sobre realizar seus sonhos."

Boa semana a todos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelos seus comentários e considerações. Entraremos em contato em breve.