terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Certo dia...


Certo dia, no ano 2000, se apresentou e sentou-se a minha frente uma menina com seus 15 anos: tímida, de personalidade forte, determinada, de uma inteligência sem igual, de uma sensibilidade à flor da pele, com alguns medos (mas enfrentava um a um todos os dias) e decidida a ir para um high school, contra tudo e contra todos. Eu tinha a impressão que somente eu acreditava que ela era capaz, mas eu estava em vantagem em relação a todas as outras pessoas da sua vida, pois eu, ainda com meus 33 anos, lidava com isso o tempo todo, o dia inteiro, e sabia até pelo cheiro rsrs quem ia se dar bem num high school.

Embarcou para o high school em agosto/2001 e não derramou uma lágrima sequer no dia do embarque e parecia que tinha se revestido de uma frieza para se proteger e aguentar o tranco.
Passou por tudo no high school, inclusive pelo trágico e triste 11 de setembro de 2001. Marcou o coração e a vida das pessoas por onde passou.

Desembarcou do high school, sentou-se de novo na minha frente e eu ainda estava na BIL e disse: "_quero trabalhar".
"_Então OK, que seja comigo."
Em seguida, fiquei grávida e trocamos as roupas: eu te emprestei o meu uniforme e você me emprestou suas roupas de high school (sim, você havia ganho uns vários quilos a mais no high school e servia direitinho em mim, grávida de Arthur).

Você entrou na USP e era graduação de dia todo e precisou parar de trabalhar.
Você acabou o curso da USP e aí não tinha mais desculpa e te chamei de volta pra trabalhar comigo (pensou que ia escapar né? rsrs )
Num dia 01/04, você pediu demissão de novo e eu achava que era mentira, afinal de contas, você pediu bem no dia da mentira, uai. Só que não, e você se alforriou do mundo do intercâmbios, ou acho que sim.

Em 2011, decidi escrever um blog para ajudar pessoas que tivessem interesse em fazer intercâmbios, pais ansiosos e também,  porque eu precisava por em algum lugar todas as histórias da minha cabeça e do meu coração. Então, assim nascia o blog www.fyi-gente.org . Você ajudou a escolher o nome, pois o significado é praticamente uma exclamação, um grito de "venha ver"... para sua informação, gente.

Mais tarde, sem que eu tivesse planejado seguir por este caminho, em final de 2014, decidi partir e abrir a FYI - intercâmbios www.fyi-intercambios.com.br

E óbvio, não podia ser diferente:
"_ Naná, preciso de uma sócia para a empresa" e escutei um
"_ Posso pensar um pouco?"
"_ Pode, mas anda logo".
 A data de abertura da FYI é 05/01/2015 e neste 2019 inicia-se o 5º ano da FYI no mercado no meio da indústria dos intercâmbios. Como o blog já tinha muitos seguidores, decidimos usar o nome do blog mesmo, apesar de ser algo difícil de falar até pra mim.

Abrimos a FYI na pior crise de mercado de todos os tempos no Brasil. Enquanto algumas agências de intercâmbios fechavam devido a crise, a gente crescia em número de alunos. Você passou e passa por todos os perrengues comigo e não desiste nem de mim e nem da FYI. E eu te dou um susto atrás do outro.
"_ Naná, preciso disso..."
"_ Naná, está sentada? Não? então senta."
"_ Naná, preciso que escreva um e-mail em inglês, de forma gentil pois se eu escrever com o meu jeito sweet Massey Ferguson não vai dar certo."
E você topa todas.

Natália Marinho, eu costumo dizer e você já me ouviu falar isso várias vezes, que você é um espírito sábio e velho que encarnou aí porque com tão pouca idade tem um discernimento tão afiado, tão justo e tão honesto.
Então, agradeço por você existir e for your information, isso tudo aqui é só pra te desejar um FELIZ ANIVERSÁRIO.
Um Feliz 12/02 pra você.
Amém.

por Perpétua Devite, em 12/02/2019

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

FYi - Intercâmbios: Seja implacável!

Se você quer algo na vida, se você quer mudar, se quer conseguir algo, se tem alguma meta a alcançar, terá que mudar seu comportamento. Superar, transpor hábitos é desafiador, é difícil.

Seja implacável!

Eu estava assistindo a um vídeo e adorei a mensagem do vídeo.
Tentei escrever o que escutava porque achei que tem tudo a ver com o intercâmbio e em parte consegui redigir o que segue:



Não há nada tão poderoso quanto uma mente alterada.
Você pode mudar seu cabelo, sua roupa, seu endereço, seu parceiro, sua residência mas se você não mudar sua mente, as mesmas experiências se repetirão pra sempre. Porque todo o exterior muda o tempo todo, mas nada no interior mudou.
Se você quer algo na vida, se você quer mudar, se quer conseguir algo, se tem alguma meta a alcançar, terá que mudar seu comportamento. Superar, transpor hábitos é desafiador, é difícil.

A maioria das pessoas passa a vida sem nunca descobrir quais são os seus talentos. A maioria das pessoas nunca desenvolve os seus talentos.
A única coisa que vai te deixar feliz meu amigo, neste ano e no próximo,  é arriscar, é elevar o nível e ver do que você é capaz e sentir este incrível poder de seguir insistindo...e  chegar ao outro lado do seu eu verdadeiro.
Esse é o jogo.
Quando você pisa em seus medos e continua avançando, algo acontece para você.
Se você acha alguém um gênio, lembre-se que as pessoas são recompensadas em público pelo que fizeram por anos sozinhas.
Se você não desenvolve a coragem pra fazer o que deve ser feito e passa muito tempo tentando convencer os outros .... bem os outros lhe convencerão de que o que você está fazendo não tem valor e você vai desistir dos seus sonhos.

Quanto tempo você tem? Quando acha que vai pensar nisso? Não sabemos.
A maioria de nós não usa as coisas que o universo nos deu.
Pare de desperdiçar o seu precioso tempo.

Se quer algo, tem que ser IMPLACÁVEL.

Você tem que aprender a obter o máximo dos recursos que tem a sua disposição, a ser criativo.
O poder de resistir, apesar das circunstâncias, a energia para aguentar, está é a qualidade dos vencedores, a habilidade de superar suas derrotas, uma após a outra, sem desistir, estas são as qualidades dos vencedores.
O que faz este poder, não sei dizer. Tudo o que sei é que ele existe e está disponível só quando você está neste estado de mente, quando sabe exatamente o que quer. E está completamente determinado, que não vai desistir até que consiga.

Existe grandeza em você.
E você tem que aprender a desligar as críticas de fora e as críticas de dentro.
Persiga sua vontade. E não permita que nada o detenha: Eu mereço isso.
A maioria das pessoas se rende muito facilmente.
Sabia que o espírito humano é poderoso?
Nada pode parar você.

Viva sua vida com paixão, com determinação. A maioria das pessoas passa pela vida com o freio de mão puxado, com os pés nos freios,  se segurando.
Decida que vai cobrar-se. Tem que focar em você.
E até que se convença, até que vejas, que cada dia, a cada dia, começará a ver uma diferença nas coisas que faz, convencendo-se da capacidade de desenvolver seus trabalhos para alcançar certos objetivos, dizendo a si mesmo todos os dias:
“ Aqui vou eu de novo. Eu tenho o que eu preciso e esse é o meu dia. E nada vai me deter."

domingo, 27 de janeiro de 2019

Nunca é tarde pra fazer um intercâmbio

Não é tarde para fazer um intercâmbio, basta estar preparado

Afinal, o que é o intercâmbio? Tipos de intercâmbios. Intercâmbio não é apenas estar conhecendo uma cultura nova, estar longe e ao mesmo tempo perto das pessoas que você ama, se sentir livre para fazer tudo que você acha que é certo. Não é simplesmente o fato de não estar nem aí para que os outros estão pensando de você, não é apenas viajar e conhecer lugares maravilhosos, estar com uma nova família que apesar de não ser sua família, é família. Não é apenas sentir saudades de tudo e ao mesmo tempo querer viver essa vida pra sempre. É aprender que amizades verdadeiras continuam firmes, mesmo que não tenha contato freqüentemente, é crescer como pessoa, refletir sobre tudo na sua vida e nas coisas que as vezes pareciam tão certas e agora soam tão erradas. O intercâmbio, alem de tudo isso, te proporciona conhecer quem você achava que conhecia melhor que qualquer um: VOCÊ MESMO!
Vários psicólogos, filósofos, estudiosos, antropólogos e etc...já buscaram a origem do intercâmbio. Na minha modesta opinião, intercâmbio começou quando famílias de algumas partes do mundo decidiram receber em suas casas as crianças vítimas de guerra, que perderam seus pais na guerra. Estas crianças órfãs passaram a viver com outra família que falava outra língua e tinha outros hábitos.

Talvez isso explique porque os alemães são, proporcionalmente, os campeões em fazer intercâmbio pelo mundo. Aonde quer que você vá, sim, você encontra um alemão. E vale a pena dizer que os alemães, o povo alemão não tem nada de frio ou arrogante, como muita gente imagina, muito pelo contrário.

Há alguns anos, o termo intercâmbio somente era usado se juntasse ao mesmo tempo: vivência e cultura, ou seja, significava relacionamento entre povos diferentes, de culturas diferentes, um entendimento entre as nações envolvidas. Era assim chamado porque estávamos juntando pessoas de culturas diferentes para viver, aprender e crescer umas com as outras.

Os intercâmbios foram se modificando, se profissionalizando, ficaram cada vez mais acessíveis e baratos e sinto que perdeu um pouco do foco principal que é o crescimento de si mesmo e o relacionamento com o outro. Hoje em dia, todo mundo chama qualquer intercâmbio de intercâmbio. Isso quer dizer que se você for estudar, passear, trabalhar ou viver a vida rotineira em outro país, podemos dizer que você está fazendo um intercâmbio.

Quais são os tipos de intercâmbio?
Para os filhos - 11 aos 17 anos:
Existe a possibilidade de realizar um programa de férias que normalmente acontecem em janeiro ou julho, duram de duas a quatro semanas e tem um itinerário/schedule do que vai acontecer no dia a dia. Tem dois tipos de programas de férias:
-  em grupo: onde um líder vai acompanhando o grupo de brasileiros e os alunos estudam inglês no período da manhã, de segunda a sexta-feira, além de realizarem atividades a tarde e muitas vezes viagens nos finais de semana.
- individual: existem também os programas de férias em que o aluno sai do Brasil sozinho e encontra o grupo lá na escola. Não muda muito comparado ao primeiro, só que não vai com um líder brasileiro e nem um grupo já fechado do Brasil
A grande diferença de uma temporada para a outra é que em julho:
- em julho -férias no mundo todo - os programas normalmente acontecem dentro de alguma universidade e os alunos ficam em residência estudantil pois estão vazias. Nesses casos as escolas de idiomas alugam espaços dentro das universidades e utilizam a estrutura das mesmas.
- Já em janeiro, as férias são somente no hemisfério sul e as acomodações são em casa de família.

E ainda falando dos adolescentes, existe a possibilidade de os alunos cursarem uma parte do ensino fundamental ou médio lá fora.
Normalmente os alunos estudam de um a dois semestres, mas é possível mais do que isso na maioria dos programas de High School. Há uma variedade de programas, assim como de preços, e os alunos podem estudar em escola pública ou particular, com família remunerada ou voluntária (em alguns países). Existem também as escolas boarding, que são aquelas em que os alunos ficam na acomodação estudantil da própria escola e não na casa de família (que é o mais tradicional nos programas de High School).
Os programas citados aqui podem ocorrer nos mais diversos países, os mais populares são Canadá, Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia, Irlanda e Inglaterra, entretanto estão disponíveis em outros países, inclusive de língua espanhola, italiana, alemã, francesa, entre outros.

Para os adultos – 18 anos ou mais (sem limite):
Não tem limite de idade. Muita gente diz que “já passou da idade de fazer intercâmbio”, mas não existe idade para ser feliz, e se realizar um intercâmbio te fará feliz, faça!
Há diversas possibilidades para os adultos.
- Curso de idiomas:  É basicamente estudar em uma escola de inglês (ou qualquer outra língua) no exterior. Existe uma variedade imensa nesse campo, você pode estudar inglês na América do Norte, Europa, Ásia, Oceania e África. Ou então espanhol na América Latina ou Europa, e idiomas como alemão, italiano e francês também na Europa, além do mandarim e japonês na Ásia. A variedade é imensa, é necessário avaliar qual idioma será bom no seu caso. Existem cursos a partir de duas semanas até um ano e as acomodações são das mais variadas. As mais populares são casa de família e residência estudantil, mas existem outras alternativas como, por exemplo, pegar um AirBNB.
- Programas profissionalizantes/técnicos e universitários: Possibilidades legais para quem já tem o idioma num nível mais avançado, fazer um curso no exterior pode agregar bastante para a carreira de muitos de nós. Aí vale analisar se existem cursos lá fora na sua área de atuação que valem aqui no Brasil, ou caso sua ideia seja ir morar fora e ficar por lá, quais cursos podem facilitar essa possível realidade. A maior parte de cursos técnicos e universitários precisa de um investimento maior do que um curso regular de idiomas, ainda assim, quando investimos bem os resultados valem a pena. Dentro dessa possibilidade temos as opções de estudar dentro de universidade e de colleges, tanto públicos quanto privados, de acordo com o budget que cada um tem para investir.
- Estudo com trabalho: Nesse tempo que estou envolvido com intercâmbio, uma das procuras que mais cresceu é a possibilidade de estudar e trabalhar. Quando envolve um país que está aberto a dar uma permissão de trabalho para os estudantes estrangeiros.
Para quem tem um nível baixo do idioma (leia-se básico/intermediário) as opções são Irlanda, Austrália e Nova Zelândia. A primeira citada aqui, honestamente, está abarrotada de brasileiros, o que muitas vezes acaba atrapalhando a experiência. Em contrapartida, costuma ser um dos melhores custo-benefícios. Quem estuda 25 semanas no país, pode trabalhar legalmente por meio-período, o que pode ajudar nos custos lá. Já quando falamos de Austrália e Nova Zelândia, o cenário muda um pouco. Cursos a partir de 14 semanas (aconselho mínimo 16) podem dar a permissão de trabalho para os estudantes.
- Outras opções: Existe ainda, para determinados públicos, a possibilidade de fazer o programa de Au Pair ou então um trabalho voluntário em algumas partes do mundo, além de algumas viagens específicas onde o foco não são os estudos.

Além do programa certo, precisa ter mente aberta:
Se você não consegue ser uma pessoa de mente aberta, nem tente fazer um intercâmbio, aí é melhor procurar por um pacote turístico e ficar em algum hotel que a garantia de satisfação é maior. O intercâmbio envolve aprender com o diferente, nenhum aluno escolhe a família, são as famílias que escolhem os alunos. Não existe a possibilidade de exigir cor de pele, preferência sexual, etnia, etc
E como exemplo, uma  senhora de 70 anos decidiu ir para Malta por um mês e decidiu por casa de família para ter a experiência de viver um pouco com uma família de lá. Isso é ter mente aberta, depois de já ter vivido as mais diversas experiências no Brasil, ter a possibilidade do novo num outro país, onde tudo é diferente e o novo pode ser uma descoberta incrível, depende do quanto a pessoa está aberta para ele.
Toda pessoa, de qualquer idade, pode/deve fazer um intercâmbio, é uma das melhores experiências da vida, desde que você esteja pronto(a) para realizar essa experiência de coração aberto.  O que fica para nossa vida são nossas experiências.
E vale muito a pena.


quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Não passei no vestibular... e agora?


E você precisa mesmo fazer uma universidade no Brasil? Por que não fazer uma universidade nos EUA ou no Canadá, por exemplo? Lembrando que que a habilidade de falar o idioma inglês e ter se formado numa universidade no exterior, praticamente o habilita para trabalhar em qualquer lugar do mundo.



CURSOS DE INGLÊS EM UNIVERSIDADES

São várias as vantagens de se fazer um curso de inglês dentro de uma universidade principalmente se você precisa de estudos por períodos superiores a 4 meses:

- o estudante do curso de inglês poderá se candidatar e assistir aulas como ouvinte em alguns cursos da universidade. Desta forma, se, por exemplo, está indeciso qual carreira seguir, poderá ter um “aperitivo” de alguns cursos para auxiliar em sua decisão;
- o estudante retorna ao Brasil com um diploma de um curso de inglês de uma universidade americana e isso faz muita diferença;
- o aluno pode cursar a própria universidade e, como ex-aluno do curso de inglês tem vantagens para concorrer a bolsas de estudos. Também, uma vez aluno da universidade, não precisará fazer o TOEFL para ingressar nos cursos universitários;
- Como aluno da universidade, pode utilizar das dependências da universidade (dormitórios, academia, piscinas oficiais, saunas, bibliotecas, livrarias, restaurantes, lanchonetes, teatros, cinemas, atletismo, laboratórios de línguas, informática, quadras de esporte, , assistir aos jogos dos times de basketball, football, voleyball, beisebol, futebol americano etc.);
- uma carga horária que é muito superior a qualquer outra, com um total de aulas semanais muito acima de outras escolas;
- universidades tem milhares de alunos nativos em seu campos e o estudante de inglês tem a sensação de fazer um “high School” só que depois do ensino médio.


Destaques de cursos de inglês em universidades:

UMKC – University of Missouri – Kansas City
Uma das Universidades mais conceituadas dos Estados Unidos localiza-se no centro da cidade de Kansas City-MO, oferece um curso completo de inglês com aulas ministradas por professores universitários altamente especializados através do seu departamento de línguas e após o curso oferece também a oportunidade de frequentar a própria Universidade em um dos seus 138 cursos de graduação;

A universidade é classificada como Research Level I (a mais alta classificação em pesquisa), e 92% de seus professores possuem Ph.D. A UMKC possui aproximadamente 17.000 alunos no Campus sendo que 15.600 alunos são nativos americanos e aproximadamente 1400 alunos são estrangeiros.
Fotos da UMKC neste link : https://www.facebook.com/pg/FYI.GENTE/photos/?tab=album&album_id=864950566893011


Gannon University
Universidade católica Localizada na quarta maior cidade da Pensilvânia e um dos portos mais movimentados dos Grandes Lagos. O campus urbano de Gannon, no meio do centro de Erie, fica a duas horas de carro de Cleveland, Buffalo e Pittsburgh. A localização e as instalações criam uma atmosfera especial propícia ao aprendizado, à bolsa de estudos, à pesquisa, ao serviço e ao crescimento pessoal.
Fundada em 1925 com 64 cursos de graduação além de outros.
O posicionamento no ranking americano e mundial (Gannon University Rankings), de acordo com a universidade: 
#48 in Regional Universities North
#28 in Best Colleges for Veterans
#9 in Best Value Schools
#82 in Best Undergraduate Engineering Programs.
Fotos pegar no site http://www.gannon.edu/



Universidade de Victoria - CanadáÉ um lugar onde avanços acontecem e mudanças surgem.
Fundada em 1963, a Universidade está constantemente classificada no top 3 das universidades canadenses.
Classificado no top 1% das universidades no mundo todo com 21.000 estudantes sendo aproximadamente 3.000 internacionais oriundos de 118 países.

A universidade oferece:
- cursos de inglês geral com duração de 1 mês, três meses ou no verão canadense;
- cursos preparatórios para entrar na universidade (Pathway = ponte para a universidade)
- cursos de graduação, certificados, master, doutorado e em muitas áreas.

E além de tudo isso, está localizada na costa oeste do Canadá, com um campus cheio de verde e com instalações e laboratórios de última geração.
Vídeo: https://youtu.be/k6Z9mO999hk
Algumas fotos neste link https://www.facebook.com/pg/FYI.GENTE/photos/?tab=album&album_id=1829431953778196


BOLSAS DE ESTUDOS DE GRADUAÇÃO EM UNIVERSIDADES AMERICANAS


É preciso entender como funciona o processo de revalidação do diploma de uma graduação feita no exterior. 

Em termos gerais, a revalidação do diploma no Brasil é feito por uma universidade pública que tenha o mesmo tipo de curso. Em algumas carreiras, é necessário consultar o órgão regulamentador no Brasil, como CFO, CREF... que normalmente tem provas específicas para a aceitação aqui.

Os cursos mais complexos para revalidação são na área de saúde e leis. As universidades são muito resistentes em aceitar alunos internacionais na área de saúde. Os motivos são vários e apenas para citar um deles, é o tempo do curso: 4 anos de graduação + master + doutorado (são 10-11 anos pra se formar em Medicina). Um outro exemplo da complexidade de Medicina: A UMKC aceita o aluno internacional para Graduação e para Master, mas não aceita para Doutorado. É possível se informar sobre a parte específica de Medicina neste link do Pre-Med https://www.umkc.edu/admissions/freshman.cfm

Percebo que alguns estudantes de algumas carreiras não se preocupam com revalidação de diploma no Brasil, visto que a habilidade de falar o idioma inglês e ter se formado nos EUA, praticamente o habilita para trabalhar em qualquer lugar do mundo.

No momento, são estas as universidades que merecem destaque por conta das bolsas de estudos oferecidas aos nossos alunos:

Sobre as bolsas acadêmicas da UMKC:
- UMKC - University of Missouri - Kansas City - www.umkc.edu : a UMKC está com bolsa de US$ 10.000 para 18 cursos de carreiras. Estas 18 carreiras, citadas abaixo no texto, custam US$ 20.000/ano e estão com bolsas de US$ 10.000, saindo US$ 10.000/ano . Junta-se a isso, gastos com acomodação e alimentação.
Neste link, você tem acesso às escolas e departamentos: https://www.umkc.edu/academics/
Neste link, você tem acesso aos cursos acadêmicos: https://cf1.umkc.edu/majormaps/
Clicando em cada um, abre a informação completa: requisitos, conteúdo, duração, mínimo de créditos por semestre, o tempo do curso (dependendo do tanto de créditos por semestre - isto pode variar de 4 a 5 anos) etc. 

Os cursos que estão com as bolsas são: 
Arquitetura e Urbanismo,
Arte e História da Arte, 
Ciências Políticas, 
Comunicações,
Criminologia, 
Economia, 
Filosofia, 
Física e Astronomia, 
Geografia e Geologia, 
História, 
Inglês e Literatura, 
Línguas Estrangeiras, 
Matemática e Estatística, 
Psicologia, 
Química, 
Serviço Social, 
Sociologia e Teatro.
O nível de inglês exigido para frequentar os cursos é bem alto e o estudante pode começar pelo curso de inglês da UMKC.

As opções de acomodação são: casa de família, os dormitórios no campus da universidade e os condomínios de apartamentos da universidade.
Neste link, é possível encontrar mais detalhes: https://info.umkc.edu/housing/
A conta que se faz é que o aluno gasta por volta de US$ 1.000 com acomodação/alimentação. Isto pode variar de acordo com o plano de alimentação que o aluno escolher e também se escolheu alojamento ou apartamento. Mas o valor que se usa é de US$ 1000/mês. 
Kansas City não é uma cidade turística e o custo de vida é baixo quando comparado a outros locais dos EUA.
Para fazer um resumo de valores (tuition + moradia com refeições+ seguro saúde + taxas da universidade) dá um montante aproximado de US$ 22.000/ano. Mas eu aconselho ao aluno e pais adquirirem um seguro saúde adicional pois o seguro da UMKC é para atendimento na enfermaria do campus.
Percebo que os alunos que entram para a universidade pelo curso de inglês conseguem bolsas parciais ou totais, para outras áreas, além das citadas acima. Hoje tem 8 brasileiros que frequentam a universidade distribuídos em 17.000 alunos pelo campus.
Neste link, tem sobre minha visita a UMKC em Julho: http://www.fyi-intercambios.com.br/blog/meu-intercambio-aos-50-anos-de-idade/


Sobre as bolsas acadêmicas de Gannon:
- Gannon University - http://www.gannon.edu/ -
A Gannon oferece vários cursos de carreiras por US$ 22.000/ano (incluindo curso e acomodação com refeições). O valor regular é US$ 48.000 e as bolsas são de US$ 26.000.
A Gannon oferece bolsas em um grande número de carreiras. As bolsas de estudos são oferecidos nestes cursos: http://www.gannon.edu/Academic-Offerings/
Tempo de duração de cada curso também depende do tipo de programa, se Bachelor degree, entre 4 e 5 anos e como dito acima, vai depender de quantos créditos o aluno frequenta a cada semestre.

A Gannon faz um pacote (curso+acomodação e refeições+seguro + taxas) e o valor aproximado é de US$ 23.000/ano. Não precisa seguro adicional, pois o seguro é bom/abrangente.
A Gannon também oferece curso de inglês para quem ainda não tem nível suficiente para frequentar os cursos de carreira da universidade e os valores anuais são os mesmos, mas a universidade faz uma divisão do calendário do curso de inglês a cada 9 semanas. No final, dá na mesma: 1 semestre = 18 semanas. 

Hoje tem 3 brasileiros na Gannon distribuídos em aproximadamente 4.500 alunos no Campus.
Mais informações:
Erie - https://www.youtube.com/watch?v=Ugbep-PzvQM
Believe in the possibilities - https://www.youtube.com/watch?v=0fIcKsqEwa0 e https://www.youtube.com/watch?v=M7psCB0ZOx0

Algumas coisas sobre sistema de ensino e sobre bolsas em universidades. Se tiver um tempinho para ler, está no nosso site http://www.fyi-intercambios.com.br/blog/bolsas-em-universidades-americanas-existem-de-verdade/

Solicite valores através e mais informações através do e-mail comercial@fyi-intercambios.com.br