Bolsas em universidades americanas... existem? De verdade?



A resposta é sim. As bolsas variam de 5% a 100%.

Mas como se classificar para estas bolsas de estudos? Vamos lá:
1º) o estudante precisa se candidatar às vagas oferecidas, por razões óbvias: se não se candidatar, ninguém saberá que deseja ingressar na universidade com bolsa de estudos;
2º) precisará fazer tradução juramentada da vida escolar;
3º) juntar comprovantes e declarações de todos os cursos que já fez, trabalhos voluntários, e etc.;
4º) se é bom em esporte ou artes, faça um portifólio ou um blog onde coloque vídeos e outras formas de provar sua performance;
5º) faça uma carta de intenções;
6º) ter comprovação da fluência no idioma através de uma prova (toefl, ielts, por exemplo);



Mas de onde vem os recursos para estas bolsas?
As universidades nos EUA possuem uma associação muito forte, que é os ex-alunos (alumni). Quando um aluno inicia seus estudos na universidade, assume um compromisso de alumni e se dispõe a doar parte dos seus rendimentos quando deixar a universidade.
A universidade age desta forma porque garante que o estudante sairá de lá muito melhor do que entrou e que será muito bom em sua profissão e terá excelentes oportunidades. E realmente isso acontece. Baseado nisso, o número de ex-alunos durante toda uma existência de uma universidade é um exagero e esses alunos todos doam uma pequenina parte de seus rendimentos todos os anos.
Uma outra parte dos recursos das bolsas, vem de doações e heranças que as universidades recebem.


A grande maioria das universidades, além da análise dos históricos escolares, da prova de proficiência, dos comprovantes de trabalho voluntário, da carta de intenções, analisam um fator que é decisivo para as mais renomadas universidades americanas: que é o fator humano. Qual a qualidade deste ser humano que se candidatou? É generoso, tem empatia, é prestativo, é tolerante? são fatores que nenhum computador será capaz de substituir. E é o que faz a diferença.

Não há necessidade de ir até os Estados Unidos para se candidatar a uma bolsa de estudos em universidade. É possível fazer esse processo daqui do Brasil mesmo. E nós podemos ajuda-lo com isso. Temos acordo com organizações que representam mais de 100 universidades americanas que oferecem bolsas de 10% a 60%.
  
O maior problema do estudante brasileiro é a proficiência no idioma inglês. Uma forma de resolver isso, seria “entrar” na universidade pelo curso de inglês que oferecem a fim de preparar o aluno para fazer graduação na própria universidade. 

Do leque de universidades que temos, tem umas que estão com preços bem bacanas nos EUA e que merecem um destaque aqui:

UMKC - University of Missouri - Kansas City - www.umkc.edu : a UMKC está com bolsa de US$ 10.000 para 18 cursos de carreiras. Estas 18 carreiras, citadas abaixo no texto, custam US$ 20.000/ano e estão com bolsas de US$ 10.000, saindo US$

10.000/ano . Junta-se a isso, gastos com acomodação e alimentação.  
As opções de acomodação são: casa de família, os dormitórios no campus da universidade e os condomínios de apartamentos da universidade. Neste link, é possível encontrar mais detalhes: https://info.umkc.edu/housing/ . A conta que se faz é que o aluno gasta por volta de US$ 1.000 com acomodação/alimentação. Isto pode variar de acordo com o plano de alimentação que o aluno escolher e também se escolheu alojamento ou apartamento. Mas o valor que se usa é de US$ 1000/mês. Kansas City não é uma cidade turística e o custo de vida é baixo quando comparado a outros locais dos EUA. Para fazer um resumo de valores (tuition + moradia com refeições+ seguro saúde + taxas da universidade) dá um montante aproximado de US$ 22.000/ano. Mas eu aconselho ao aluno e pais adquirirem um seguro saúde adicional pois o seguro da UMKC é para atendimento na enfermaria do campus.


Os cursos que estão com as bolsas são: 
Arquitetura e Urbanismo, 
Arte e História da Arte, 
Ciências Políticas, 
Comunicações,
Criminologia, 

Economia, 
Filosofia, 
Física e Astronomia,
Geografia e Geologia, 
História, 
Inglês e Literatura, 
Línguas Estrangeiras, 
Matemática e Estatística, 
Psicologia, 
Química, 
Serviço Social, 
Sociologia
Teatro.
Neste link, você tem acesso às escolas e departamentos: https://www.umkc.edu/academics/

Neste link, você tem acesso aos cursos acadêmicos: https://cf1.umkc.edu/majormaps/
Clicando em cada um, abre a informação completa: requisitos, conteúdo, duração, mínimo de créditos por semestre, o tempo do curso (dependendo do tanto de créditos por semestre - isto pode variar de 4 a 5 anos) etc.
O nível de inglês exigido para frequentar os cursos é bem alto. No caso dos alunos brasileiros, o ideal seria fazer inglês de janeiro a julho e iniciar o curso de carreira em Agosto.

A universidade é classificada como Research Level I (a mais alta classificação em pesquisa).O ranking pode ser encontrado no Research Intensive, Public, State University of Missouri System. Ranking varia de departamento para departamento.Sobre empregabilidade, é difícil responder isso. Apenas para citar Kansas City, KC tem mais de 58.000 companhias e  os alunos tem direito de estender seu visto para Post-Curricular Optional Training.
Percebo que os alunos que entram para a universidade pelo curso de inglês conseguem bolsas parciais ou totais, para outras áreas, além das citadas acima. Hoje tem 8 brasileiros que frequentam a universidade distribuídos em 17.000 alunos pelo campus.Neste link, tem sobre minha visita a UMKC em Julho: http://www.fyi-intercambios.com.br/blog/meu-intercambio-aos-50-anos-de-idade/

Gannon University - http://www.gannon.edu/  -  Gannon oferece vários cursos de carreiras por US$ 22.000/ano (incluindo curso e acomodação com refeições). O valor regular é US$ 48.000 e as bolsas são de US$ 26.000.  Gannon oferece bolsas em um número maior de carreiras. As bolsas de estudos são oferecidos nestes cursos: http://www.gannon.edu/Academic-Offerings/Tempo de duração de cada curso também depende do tipo de programa, se Bachelor degree, entre 4 e 5 anos e como dito acima, vai depender de quantos créditos o aluno frequenta a cada semestre.

O posicionamento no ranking americano e mundial (Gannon University Rankings), de acordo com a universidade: #48 in Regional Universities North#28 in Best Colleges for Veterans



#9 in Best Value Schools#82 in Best Undergraduate Engineering Programs.

Gannon faz um pacote (curso+acomodação e refeições+seguro + taxas) e o valor aproximado é de US$ 23.000/ano. Não precisa seguro adicional, pois o seguro é bom/abrangente.Gannon também oferece curso de inglês para quem ainda não tem nível suficiente para frequentar os cursos de carreira da universidade e os valores anuais são os mesmos, mas a universidade faz uma divisão do calendário do curso de inglês a cada 9 semanas. No final, dá na mesma: 1 semestre = 18 semanas. Faz um semestre de inglês e se precisar, faz mais um semestre de inglês antes de iniciar os cursos de carreira.Hoje tem 3 brasileiros na Gannon distribuídos em aproximadamente 4.500 alunos no Campus.Erie - https://www.youtube.com/watch?v=Ugbep-PzvQMBelieve in the possibilities - https://www.youtube.com/watch?v=0fIcKsqEwa0 e https://www.youtube.com/watch?v=M7psCB0ZOx0



Não tem concurso, nada disso. As bolsas existem para os alunos que atenderem aos pré-requisitos.(notas boas no ensino médio e proficiência no idioma).
Para os alunos que não tem inglês, também é possível garantir a bolsa, desde que aluno faça o curso preparatório de inglês da universidade antes de iniciar a graduação. O que também acho válido porque aí já resolve duas coisas: a fluência no idioma e a carreira/profissão futura.A revalidação do diploma no Brasil é feito por uma universidade pública que tenha o mesmo tipo de curso.  Em algumas carreiras, é necessário consultar o órgão regulamentador no Brasil, como CFO, CREF... que normalmente tem provas específicas para a aceitação aqui.  
Os cursos mais complexos para revalidação são na área de saúde e leis. As universidades são muito resistentes em aceitar alunos internacionais na área de saúde. Os motivos são vários e apenas para citar um deles, é o tempo do curso: 4 anos de graduação + master + doutorado (são 10-11 anos pra se formar em Medicina). 
Percebo que alguns estudantes de algumas carreiras não se preocupam com revalidação de diploma no Brasil, visto que a habilidade de falar o idioma inglês e ter se formado nos EUA, praticamente o habilita para trabalhar em qualquer lugar do mundo.

Segue abaixo uma explicação sobre o sistema de ensino americano:

De uns tempos para cá, muitos estudantes brasileiros têm optado por fazer a universidade nos Estados Unidos. Os motivos para isso são muitos, mas em especial eu gostaria de citar o que acredito ser o principal, ou seja, a educação americana privilegia a vivência do aprendizado: o aluno é levado a refletir sobre como aquilo que está aprendendo influenciará em sua vida, sua comunidade, seu país e o planeta.
As diferenças entre os sistemas começam no ensino fundamental, mas vão se intensificando ao longo dos anos e a flexibilidade do sistema norte-americano também atinge o ensino superior. Enquanto aqui é preciso decidir qual carreira seguir antes mesmo de ser aprovado no vestibular, lá, os dois primeiros anos da graduação contém disciplinas genéricas e a escolha da especialização só acontece nos dois últimos anos.
O sistema de educação americano oferece uma grande variedade de escolhas para os estudantes internacionais. Há uma tal variedade de escolas, cursos e locais, que as escolhas podem confundir os estudantes, até mesmo os americanos.
Então, vamos começar do começo: a primeira coisa a se fazer é tentar entender o sistema de educação americano. Isto ajuda com as escolhas:

Educação Infantil: Kindergarten:  Ages 5 to 6 years
Ensino Fundamental: Elementary School:  Ages 6/7 years to ages 14/15 years
Maioria das escolas públicas estão divididas em
Ensino Fundamental I – 1º ao 6º ano (Elementary School),
Ensino Fundamental II – 7º e 8º (Middle School).

Ensino Médio: High School:  de 9º a 12º. 
9º ano = freshman
10º ano = sophomore
11º ano = junior
12º ano = senior
Maioria dos alunos termina High School com 17 ou 18 anos

Graduação ("Undergraduate" ou primeiro nível de graduação)
Normalmente são necessários quatro anos para obter o bacharelado. O aluno pode começar seus estudos para obter o grau de bacharel em um community college ou em uma universidade ou faculdade de quatro anos.
Nos primeiros dois anos de estudos, você geralmente terá que cursar uma variedade de matérias, chamadas de general education ou educacao geral : literatura, ciências, ciências sociais, artes, história, etc. O motivo disso é adquirir um conhecimento, uma base geral sobre uma variedade de assuntos antes de se concentrar em um campo específico de estudos (major).
É preciso escolher a área principal/específica (major) no começo do terceiro ano de estudos, pois a partir do 3º ano, o aluno terá que  fazer um certo número de matérias específicas para atender aos requisitos de formatura do seu curso. Para quem já sabe o que quer, é possível começar a incluir materias dirigidas a seu “major” desde o primeiro semestre.

Community College
Primeiros anos de educação pós ensino médio.
Muitos estudantes preferem estudar em um community college para fazer os primeiros dois anos das matérias de pré-requisito. Eles obterão o grau de transferência de Associate of Arts (AA), para então poderem se transferir para uma universidade ou faculdade de quatro anos.
Oferecem programas técnicos ou profissionalizantes (ajudante de enfermagem, auto mecânico, artes culinárias, desenho de moda, eletricista, encanador, técnico em computação, etc.)
Destinado a todos e o processo seletivo é feito através de um teste de inglês e matemática.
Os alunos recebem um Associate’s Degree. Normalmente, existem dois tipos de formação: uma que visa a transferência acadêmica, e outra que prepara os estudantes para entrar diretamente no mercado de trabalho. A formação com transferência para universidade costuma ser o "associate of arts", de ciências humanas, e o "associate of science", de ciências exatas e biológicas.

College (Faculdade)
São 4 anos ou um mínimo de 120 créditos de educação pós ensino médio, a nível de Bacharelado.
Oferecem alguns programas a nível de pós-graduação.

University
São 4 ou mais anos de educação.
Muitos programas educacionais, grande número de programas de pós-graduação e profissionais. Muitas universidades tambem se dedicam a pesquisa e são designadas como Universidades de pesquisa. Nestas, os professores além de lecionar, fazem pesquisas.
Não existe universidade gratuita aos alunos nos EUA.
1) Universidades Públicas – parcialmente custeadas pelo governo estadual e tem um custo de instrução mais baixo que as universidades particulares.
2) Universidades Particulares -  custeadas somente pelos alunos e doações

Pós-graduação (Graduate - segundo nível - em busca de um mestrado)
O curso de pós-graduação geralmente é uma divisão da universidade ou faculdade. Para ser aceito, o aluno precisará fazer o exame GRE (Graduate Record Examination),
A pós-graduação é obrigatória em posições de nível mais alto em Engenharia, Pedagogia, etc.- Alguns cursos de mestrado exigem testes específicos, tais como o LSAT para Direito, o GRE ou GMAT para Administração de Empresas e o MCAT para Medicina.
Os cursos de mestrado costumam levar de um a dois anos para serem feitos. Por exemplo, o MBA (Mestrado em Administração de Empresas) costuma levar dois anos em média. Outros cursos de mestrado, como Jornalismo, levam apenas um ano.
A maior parte do tempo de um curso de mestrado é dedicada a pesquisa; o estudante de pós-graduação deve preparar um longo trabalho de pesquisa denominado "tese de mestrado" ou fazer um "projeto de mestrado".

Pós-graduação (terceiro nível - no nível de doutorado)
Muitas escolas de pós-graduação consideram o mestrado como o primeiro passo para a conquista de um PhD (doutorado). Porém, em outras escolas, os estudantes podem preparar-se diretamente para o doutorado sem ter feito um mestrado. O doutorado (PhD) pode levar três anos ou mais. Em muitos casos, tanto para alunos domésticos, como para estudantes internacionais, pode estender-se até cinco ou seis anos.
Durante os primeiros dois anos do curso, a maioria dos candidatos do doutorado se inscrevem em cursos e seminários. Pelo menos um outro ano é passado fazendo pesquisa e escrevendo uma tese ou dissertação, contendo pareceres, projetos ou pesquisas que não tenham sido publicados anteriormente.
A dissertação do doutorado é uma discussão e um resumo do conhecimento acadêmico sobre um determinado tópico. A maioria das universidades americanas com curso de doutorado também exige que os candidatos passem um certo período de tempo como residentes, façam um exame de qualificação que admita oficialmente os candidatos ao curso de PhD, e façam um exame oral sobre o mesmo tópico da dissertação.




ALGUMAS CARACTERÍSTICAS:
Ano acadêmico:
O ano letivo costuma iniciar em agosto ou setembro e vai até maio ou junho. A maioria dos novos estudantes começa em agosto, mas também pode-se começar a estudar em qualquer dos três termos letivos: agosto, janeiro ou junho. O ano acadêmico em muitas faculdades é composto de dois semestres. (Algumas escolas usam o calendário de três períodos). Algumas escolas incluem o período do verão como sendo mais um “semestre” opcional, mas de forma compactada, ao que chamamos de cursos de verão. É um bom recurso para quem está interessado em encurtar o tempo de permanência na universidade.

Sistema de notas:
A avaliação do desempenho nos cursos costuma ser feita usando porcentagens que são convertidas em conceitos (letras). Estas letras sao A, B, C, D, e F. Elas se correlacionam com numeros. A=4; B=3; C=2, D=1 e F =0.  Notas vão de 0 a 4 nos USA.
O sistema de avaliação e o GPA dos EUA podem ser confusos, especialmente para os estudantes internacionais, mas podemos resumir em média aritmética ponderada das notas do ensino médio. Na realidade é bem fácil de fazer a conversão. A maioria das universidades boas nos USA requer uma média aritmética de alunos internacionais de 3,0. Isso equivale a 7.5 no Brasil, considerando-se que as notas no Brasil vão de 0 a 10.

Flexibilidade:
Uma característica típica do sistema de educação superior americano é o fato do aluno poder mudar a sua área principal de concentração muitas vezes, se assim o desejar. É muito comum os estudantes americanos mudarem de curso durante os estudos de graduação. Frequentemente, os estudantes acabam descobrindo um outro campo de estudos mais interessante. Por exemplo, um aluno pode comecar a estudar engenharia e mudar para literatura. Para isto, é só começar a fazer as aulas deste novo major.

As aulas variam desde dissertações em grandes anfiteatros com centenas de estudantes, a turmas menores e seminários (aulas de debates) com poucos alunos. A atmosfera nas salas de aula das universidades americanas é muito dinâmica. Espera-se que os estudantes expressem suas opiniões, defendam seus pontos de vista, participem de debates nas aulas e façam apresentações. Os estudantes internacionais consideram este um dos aspectos mais surpreendentes do sistema de educação americano.

Créditos
Cada matéria vale um certo número de créditos ou horas de crédito. Esse número equivale aproximadamente ao número de horas que o estudante passa em sala de aula por semana para uma determinada matéria. Uma matéria costuma valer de três a cinco créditos.
Um curso de tempo integral na maioria das escolas vale de 12 a 15 horas de crédito e é preciso cumprir um determinado número de créditos para se formar. Em geral, um bacharelado requer um mínimo 120 créditos. Se o aluno quer obter mais que um major ou um major e um minor, terá que obter um número bem mais alto de créditos.
O que é um major e um minor? Major é a concentração principal (foco principal) e minor pode ser visto como uma segunda concentração. Nos USA, é possível para um aluno ter mais que um major ou um minor.

Transferências
Se um aluno se inscrever em uma outra universidade antes de se formar, geralmente a maioria dos créditos acumulados na primeira universidade podem ser usados para a graduação na nova universidade. Depende da qualidade e ranking de ambas universidades, mais ou menos créditos são aprovados na transferência. Isso significa que um estudante pode transferir-se para outra universidade e ainda assim se formar dentro de um período de tempo razoável.


Requisitos para ingressar nas universidades americanas:


Requisitos para residentes nos EUA
SAT: Scholastic Aptitude Test
ACT: American College Testing Program
GPA: Grade Point Average
(obs.: a maioria das universidades não requer  SAT e ACT, apenas o GPA)

Undergraduate Degrees: Graduação
Associate Degree: Community College
Bachelor of Arts: College or University
Bachelor of Science or University

Graduate School: Pós-Graduação
Master of Arts
Master of Science
Doctor of Philosophy (Ph.D.)

Professional schools:
Medicine
Dentistry
Veterinary Medicine
Law

Requisitos para alunos internacionais
- ter concluído o ensino médio e com boas notas (usado para calcular o GPA);
- GPA: Grade Point Average
- fazer a tradução juramentada do histórico escolar do ensino fundamental e médio;
- provar a proficiência no idioma através de exames (TOEFL) ou fazer o curso de inglês antes de ingressar**
- preencher um application (questionário do seu perfil)  com seus objetivos, o que é importante, o que busca, conforme documentação fornecida;
- prova de fundos (extrato bancário);


Para mais informações:
FYI - intercâmbios e Viagens
www.fyi-intercambios.com.br
+55-11-4301-1110
+55-11-94458-7878
comercial@fyi-intercambios.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ensino médio feito no exterior é válido no Brasil

Tomar banho pra que? Não precisa, tá chovendo hoje...