Estados Unidos (USA/EUA)



Cultura Americana 

Eu costumo dizer que quem vai para um intercâmbio nos Estados Unidos, está preparado pra morar em qualquer lugar do mundo.
Talvez você fique chocado ao ler isso, mas não se assuste: digo isso porque é o país que vai exigir de você o maior esforço de adaptação.    

E por vários motivos:
- A história do povo americano é uma história de imigração e diversidade. Os Estados Unidos receberam, de braços abertos, mais imigrantes do que qualquer outro país - mais de 50 milhões, na sua totalidade - e  admitiam até um milhão de pessoas por ano.
- Os EUA são o país mais visitado do mundo seja em turismo, negócios, imigração legal e ilegal. Você é mais um na multidão. Então, o esforço de adaptação será todo seu. Os americanos não tomam a iniciativa para agradar ou fazer com que você se sinta bem. Mas se você pedir ajuda, eles ajudam.  
- cada americano tem o seu próprio estilo de vida e não importa se isso agrada quem está em volta dele ou não. Então, se ele se sente bem em vestir pijama para ir para a escola, ele fará isso porque se sente bem e não estará nem um pouco preocupado em lhe impressionar ou preocupado com o que isso pode causar. Ele está bem assim e é o que importa.
- é um país democrático com liberdade de expressão. Então, você é livre pra fazer o que quiser, desde que arque com as consequências. As leis funcionam e rápido. Você ficará impressionado com isso.
- lá não tem jeitinho brasileiro que dê jeito e em algumas ocasiões, você sentirá falta do tal jeitinho brasileiro.
- é o país para o qual o mundo inteiro volta os olhos, então tudo o que acontece lá, o mundo todo (ou o resto do mundo) fica sabendo. Sim, os EUA são o centro das atenções.
- e é exatamente o contrário da parte deles. Se você disser que veio do Brasil, você escutará as perguntas mais absurdas. Para alguns americanos, você é só um sul americano. Aquilo que você sabe de Zâmbia, é o que eles sabem do Brasil. 

Exemplos de perguntas absurdas:
- em que mês vocês estão lá no Brasil?
- é a primeira vez que você usa roupas?
- vocês são bons em futebol né? Mas como vocês conseguem jogar futebol na floresta? Os macacos não fogem com a bola?
- vocês tem celular lá no Brasil? Você já viu um? E computador, você já viu?
- o Brasil é na África?
- chove no Brasil? tem trovão?
- como você vai pra escola lá? tem que atravessar a floresta? 
- você tomava banho no rio? sabe usar o chuveiro?

Lógico que estou generalizando e isto é uma opinião subjetiva, mas eles são não tem muitas afinidades com em matemática,  gramática e geografia.
Talvez algumas coisas justifiquem o que eu disse acima: na maioria das escolas não tem aula de geografia e quando tem, é geografia dos EUA.  Em matemática, quase tudo é feito na calculadora e então eles aprendem a usar a calculadora. E gramática...uma palavra em inglês significa um bando de coisa... e conjugar verbo em inglês é muito fácil. 

Por outro lado, a estrutura da escola americana deveria ser imitada no Brasil (mais abaixo tem uma descrição do sistema de ensino americano):
- tudo o que alguém pode aprender numa escola, a escola americana tem aula. Em termos de colegial (high school)... se você deseja aprender datilografia em computador e desta forma aprender a digitar muito rápido, na escola tem aula. Tem todas as matérias regulares e mais as matérias que preparam para a vida. Tem atividades como teatro, musica, banda, artes, e etc. E todos os tipos de esportes. A maioria dos americanos estudam na escola pública por conta de esportes. Esportes é muito importante. Os treinamentos são puxados e é necessário fazer musculação na escola pra ter preparo físico para aguentar a rotina de treinos.
Por conta disso, passam a maior parte do dia na escola.


Outras particularidades da high school americana:
Não tem uma regra sobre o número de estudantes numa escola americana. Depende muito da comunidade em que se vive. Nos últimos anos, muitas comunidades rurais e pequenas cidades passaram a ter sua própria escola, ao invés de se locomoverem até uma escola maior do condado. Então,  tem sido oficializadas escolas nesses lugares e tem surgido um número cada vez maior de escolas nos EUA com um pequeno número de alunos. existem escolas com 150-300 estudantes.  As escolas em cidades maiores ou as escolas mais "antigas" são geralmente imensas com 2500-5000 alunos em média. 
O que determina em qual escola você vai estudar é a localização de onde mora.

Você encontrará várias pessoas de todos os lugares, nacionalidades, cores, religião e hábitos dentro da escola.
Na escola americana não é o professor que muda de sala, é você. Você tem poucos minutos para trocar de sala. Você não deve ter atrasos.
Cada aluno guarda seus materiais em seus próprios “LOCKERS” e você terá uma senha. Não forneça sua senha a ninguém. Fique atento se você tiver que dividir o seu locker com alguém.  Cabe a você selecionar seus amigos . Na escola tem gente boa e tem outros tipos de pessoas. Você deverá selecionar suas amizades. 
Quando você chegar na escola americana, o conselheiro fornecerá a você uma lista com um número grande de matérias para você escolher. Você poderá escolher quantas matérias quiser, desde que pegue as matérias obrigatórias pelo ensino brasileiro.
Você não precisa se graduar na escola americana; basta fazer as matérias obrigatórias para ter os seus estudos revalidados no Brasil.
Algumas escolas permitem que você participe da festa de formatura com o pessoal de sua escola; assim como algumas escolas não permitem. Não importa qual série a escola te obrigará a cursar, somente importa que faça as matérias obrigatórias, tire notas e nunca falte às aulas. 
Você pode comprar sua refeição na escola ou levar lanche de casa,
Na escola você terá um “conselheiro”. Qualquer dificuldade que tenha fale com ele.
Na escola, torne-se amigo (a) dos seus professores. Nunca os desafie. Diga onde está encontrando dificuldades, peça ajuda e acima de tudo, respeite-os.
Durante sua primeira semana nos Estados Unidos, seus ‘host parents’ vão levá-lo à sua escola. Lá, você vai conhecer seu conselheiro. Ele é a pessoa que vai te ajudar com qualquer problema que você possa ter na escola. 

No primeiro dia na escola (americana), os pais têm o hábito de tirar fotos de seus filhos. Na verdade, eles tiram fotos dos filhos para tudo, então faça-os felizes e sorria.. Acostume-se a isso. Inclusive com a sua foto do seu primeiro dia de aula com você com cara de pânico ou perdido.
Você vai levar uma semana pra se achar na escola. As escolas (as dependências das escolas) são vastas, com muitas salas e corredores.
Use isto a seu favor, peça ajuda e faça amigos.O conselheiro é quem vai ajudar a encontrar suas classes e fazer sua programação. O conselheiro também decidirá se você será : 
· senior (12th grade)
· junior (11th grade)
· sophomore (10th grade)
· freshman (9th grade)

Depois de conversar com o seu conselheiro e receber seus horários, você vai para a biblioteca da escola e pegar seus livros. Você é responsável por eles durante todo o ano escolar; geralmente a escola te dá algum papel para encapá-los.  Depois de ir à biblioteca, aconselho ir procurar as salas onde você vai estudar.
As escolas públicas não tem uniforme, apenas uma regra de conduta e vestimenta. As escolas particulares tem uniforme. Se sua escola não tiver uniforme, em seu primeiro dia de aula, vista algo simples e básico (como calça jeans, camiseta branca, e tênis). Os adolescentes americanos parecem ser muito excêntrico muitas vezes, e você vai descobrir isso logo.

Antes do começo de cada aula, apresente-se aos professores. Fale que você é um intercambiário do Brasil, que esta é sua primeira experiência, coisas desse tipo.

As matérias podem parecer difíceis no começo. A melhor coisa a se fazer é manter um bom relacionamento com seus professores porque eles podem te ajudar muito. Eles geralmente têm muita experiência com intercambistas (o mesmo com o seu conselheiro). Também, tente não escolher muitas aulas difíceis: elas não vão te ajudar no Brasil, e elas podem te privar de aproveitar o programa. 

A melhor época de se fazer amigos é o começo do ano escolar (agosto). Os americanos ficam juntos em grupos, e uma vez formados, é difícil de entrar. Não se assuste com a aparente frieza dos adolescentes americanos. Não é nada pessoal, eles são assim com todo mundo, inclusive entre eles. Você tem que ir até eles, ou você passará o resto do ano sozinho.
Um bom meio de fazer amigos é juntar-se a clubes e viagens escolares. Para juntar-se a grupos converse com seu conselheiro e descubra o que você deve fazer. Existem clubes de ski, de drama, de natação, ... Você não precisa ser ator para estar no clube de drama ou um nadador para juntar-se ao clube de natação, muitas pessoas não são e estão lá para aprender.
Outro meio de tornar-se mais popular e fazer amigos é ir às festas e assistir aos jogos. Nos EUA, durante a temporada Outono-Inverno é época do futebol americano e basebol; durante a Primavera-Verão é tempo de futebol e basquetebol (claro que há muitos mais esportes, e a temporada para cada um deles não é necessariamente nesta ordem). Quando o time (times dos esportes populares como futebol americano, basquetebol e basebol) joga na escola (in their "home"), geralmente há uma festa à noite, e não importa se eles perderam ou ganharam. Claro, que estas festas são muito diferentes das nossas, e acabam muito mais cedo. Este dia é chamado "HOMECOMMING". Durante este dia, as aulas são mais curtas, elas acabam por volta de uma hora mais cedo. Neste dia a maioria das pessoas veste roupas com as cores da escola. (toda escola tem um mascote e sua própria cor).

Existem outras festas também; as mais importantes são: "The Winter Formal", no final do semestre de inverno, "The Spring Formal", próximo à Páscoa; o Spring Brake ( uma semana de descanso) e "The Prom" é a festa de formatura.
Para o Prom, você tem que vestir roupas formais. Geralmente, um garoto pede à garota para ir à festa com ele, mas isso não é uma regra. Você também pode ir com muitos amigos. A tradição diz que, o garoto compra um buquê para a garota segurar, e a garota compra um "boutiner" (uma pequena rosa) para colocar no smoking dele. Então, eles saem para jantar em um bom restaurante, e depois vão festejar no ginásio da escola. Alguns pais e professores são chamados para assistir à festa. O mesmo ocorre nas viagens escolares.
Se você não for à escola por motivo de doença ou algo parecido, seus pais precisam escrever um bilhete à escola dando o motivo. Assim, na próxima aula, você vai à secretaria e entrega o bilhete. Eles te darão um papel que deve ser assinado por todos os seus professores. O professor do seu último período fica com o papel já assinado pelos professores anteriores. Deste modo você não terá faltas no seu boletim. Se tiver alguma falta, terá problemas para acabar seus estudos no Brasil, e você não poderá se graduar.

Você terá lição de casa todos os dias e você terá que fazer lição de casa todos os dias! Você pode até ter "A" em todas as provas , mas se não fizer a lição de casa, você será reprovado na disciplina. 

Escolas na América do Norte são muito diferentes das escolas em seu país. Você pode se surpreender com:
-muitas escolas têm muitos intercambistas;
- as escolas têm muitos estrangeiros estudando lá; você pode descobrir que não é o único ou especial na sua escola.
- estudantes normalmente têm 6 ou 7 aulas por dia (atualmente algumas escolas somente permitem 4 disciplinas por dia) . Algumas escolas permitem que você escolha 8 matérias e dividem os horários em dia A e dia B.
- estudantes tem 4 a 5 minutos para ir de uma classe à outra;  atrasos significa punição e normalmente a punição é ficar um tempo maior na escola;
- algumas escolas podem não considerar uma determinada matéria se forem perdidas mais de 8 aulas durante um semestre;
- estudantes devem chegar com conhecimento em Inglês necessários para estudar em classes regulares; Inglês como Segunda Língua (ESL) nem sempre está à disposição para intercambistas. Não planeje entrar num  programa de high school para aprender Inglês!
-Escolas particulares na América do Norte normalmente têm características próprias: existem escolas particulares somente para meninas, somente para meninos, religiosa, militares e etc... As escolas particulares são na maioria pequenas e com regras rigorosas. Os preços destas escolas variam.


- uma outra coisa, é que o americano não tem universidade gratuita como nós. Para conseguir uma bolsa, ele deve se destacar em alguma coisa no high school e ter uma indicação da escola para conseguir bolsas de estudos nas universidades. Universidades são caras. Uma alternativa para os americanos é o college.


Muitos americanos frequentam o college antes da universidade. É uma espécie de faculdade com dois anos de duração, aonde o estudante sai com um diploma de técnico ou tecnólogo.
Quem faz um college pode parar de estudar neste final de segundo ano e estará apto para exercer atividades intermediárias como técnico em edificações, informática, enfermagem, e etc.
Os colleges fazem acordos com grandes universidades e muitas dessas universidades aceitam os estudantes dos colleges no terceiro ano de terminados cursos.
Os dois primeiros anos de universidade nos EUA são básicos/genéricos e somente a partir do 3o. ano é que as universidades começam a tratar dos cursos de forma específica, motivo pelo qual, muitas universidades aceitam que os alunos provenientes de colleges agregados/conveniados ingressem no 3o. ano.




Família americana 

Na família norte americana é a mãe quem coordena a casa, os filhos, as tarefas, os horários. É a Host Mother que controla a casa; tente não entrar em atrito com sua mãe hospedeira. Mães americanas normalmente trabalham fora. Por este motivo, todos dividem as tarefas caseiras. Não existe uma preocupação excessiva com a arrumação e limpeza da casa. Você poderá achar a casa da sua família americana desorganizada, quando na verdade eles tem preocupações mais importantes do que ficar organizando a casa.

Para quase todo mundo, adaptar-se a uma nova sociedade é empolgante e, muitas vezes, um desafio. O choque cultural pode ser difícil de lidar, mas é uma reação perfeitamente normal, já que o estudante saiu de um ambiente familiar para um desconhecido. Cada pessoa responde e reage de forma diferente à adaptação e passa por fases que sempre as lembram de seu status de estrangeiro, o que é muito interessante e prazeroso. Mas quando você entra na rotina dos EUA, esse senso de aventura e entusiasmo vai começar a diminuir. Você poderá achar a vida nos EUA comum, estressante e, até mesmo, sem graça - nada diferente da rotina no Brasil. Você poderá começar a sentir falta de seus amigos e família e se dar conta que o intercâmbio poderá ter momentos monótonos. A solução para diminuir a monotonia é mais fácil do que se pensa, resume-se numa palavra só: atitude. Assim sendo, faça um esforço para fazer amigos americanos. Seja aberto e gentil para que seus colegas e família anfitriã não pensem que você quer ficar sozinho. Se você quiser companhia, participe ativamente de todas as conversas e atividades que puder. Conversas interculturais são um dos grandes benefícios - sua nacionalidade pode ser uma vantagem real para iniciar a comunicação e a interação. Mantenha uma postura positiva e entre na rotina, sem medo. Momentos não tão bons, no exterior, quando ocorrem não duram muito tempo, desde que você se empenhe em corrigir a rota do seu intercâmbio, lembre-se que amadurecer pressupõe conhecer, sentir, perceber e experimentar. Amadurecer pressupõe inclusive errar e aprender com os erros nossos e dos outros. Seja positivo, faça esforço para se divertir e, o mais importante de tudo, lembre-se do motivo que o levou aos EUA. Se você quisesse que a experiência fosse como no Brasil, você não teria viajado.

Quando os valores e as características das pessoas nos Estados Unidos se tornarem mais familiares a você, a vida se tornará mais fácil. Você vai se inserir no estilo de vida americano e terá contato com a cultura americana de maneira profunda, o que seria impossível para um simples turista. E faça bom uso dessa vantagem e oportunidade. Isto demanda força de vontade e persistência coisas que depende só de você.
Não pense que os Estados Unidos  é um país perfeito. Há problemas, e muitos lá, mas há em contra partida soluções que não estamos acostumados aqui no Brasil. A diferença está no constante questionamento, na valorização de toda e cada opinião, no respeito aos direitos do cidadão e na eficiência da justiça. Quem já morou nos EUA normalmente considera que os feitos mais louváveis daquela sociedade são o ótimo nível de justiça social já alcançado e a valorização do trabalho. A imensa maioria da sociedade americana pode ser considerada classe média e tem acesso a uma vida digna e um padrão de conforto que seria considerado riqueza em muitos locais. O estudo e o trabalho são tão valorizados que se tem a sensação que, em se estudando e trabalhando duro, não há limites para a realização de objetivos. Os americanos podem planejar o futuro com base em possibilidades reais. O estudo e trabalho são, sem sombra de dúvida, os motivos maiores de todo o progresso e da sensação de distância de nossa realidade que sentimos ao chegar aos EUA. O chefe da empresa e o menos graduado funcionário sentam-se lado a lado no restaurante, pois todo tipo de trabalho é tido como digno de respeito e admiração. Há valorização da mão-de-obra, da habilidade específica, do dom, do estudo, da educação. 

O país é extremamente bonito, com paisagens e climas para todos os gostos, desde calor semelhante ao amazônico ao gelo do Alasca. Os estados, por suas peculiaridades geográficas e culturais, têm leis próprias. O respeito aos direitos individuais e à lei são levados ao extremo. Não há meio termo, apenas o certo e o errado, tanto para o direito quanto para os deveres. Fazer o certo não é nada mais que a obrigação, já fazer o errado com toda a probabilidade redundará em punição, geralmente severa. Para estrangeiros, à primeira vista, certas coisas poderão parecer excessos. Com o tempo, porém, perceber-se-á que o único meio de se atingir uma sociedade realmente justa é o respeito irrestrito aos direitos alheios e o cumprimento contumaz dos deveres. Ficará claro a estes, então, como é bom ser respeitado e valorizado, não só pelo próximo, mas principalmente pelo governo.
Ser pontual é essencial e chegar antes da hora pode ser até uma vantagem.. Se estiver sempre atrasado você será considerado(a) uma pessoa que não leva nada a sério e começara a ser visto com restrições. Todos (família anfitrião, colegas, professores, amigos) certamente têm uma série de expectativas quando lhe abrem a porta e permitem que você participe de suas vidas. Lembre-se que onde você está, tanto faz você ser de uma família modesta, como de uma família rica e tradicional, o que importará será a sua conduta, flexibilidade para superar obstáculos e uma atitude sempre positiva. Não tenha dúvida que o sucesso do intercâmbio será diretamente proporcional ao seu empenho e energia despendida, para que tudo de certo. Não se isole nunca..

Dicas a serem lembradas no seu dia a dia (não esqueça nunca)
·      Esforce-se o máximo, sobretudo no começo do intercâmbio.
·     Tenha sempre uma atitude positiva (flexibilidade, entusiasmo, e trabalho em equipe são muito importante nos EUA)
·     O sucesso do seu intercâmbio depende também de você. Invista nos relacionamentos pois somente assim você estará  exercitando o idioma e "mergulhando" em uma outra cultura.
·   mantenha o senso de humor e a cabeça aberta. Lembre-se de que mesmo uma experiência não muito boa pode se tornar uma história interessante quando contada depois. Mas se você tiver muita dificuldade em lidar com o choque cultural, entre em contado com os coordenadores, eles estão aí para ajudar nessas horas.
·     O relacionamento com os americanos é fácil. E você, como visitante estrangeiro, tem um charme especial. Não se ofenda com a ignorância americana em relação ao seu país. Os americanos são cidadãos de uma nação isolada pelo oceano e presa aos seu rápido desenvolvimento dos últimos 200 anos, portanto, muitas vezes, não conhecem outras culturas. Entretanto, eles geralmente têm muito interesse e curiosidade acerca de outros países. Aproveite essa oportunidade de divulgar a sua cultura e seu país. Como um novato na comunidade americana, você pode ser um grande "embaixador" de seu país.
·         Lembre-se de que você pode tanto se deparar com estereótipos conhecidos, como com algumas características e atitude inesperadas, como em qualquer outro lugar.


Lembre que  você vai adquirir independência, vai administrar o próprio orçamento e resolver situações imprevistas, mas lembre-se também que você não está só e que pode pedir ajuda sempre.
Desenvolver a tolerância, aprendendo a valorizar e respeitar culturas diferentes da nossa, pelo convívio com uma família estrangeira, são apenas algumas das vantagens que você terá com o seu intercâmbio no exterior.
“It is up to you folks”
“Good Lucky”



O SISTEMA DE ENSINO AMERICANO
De uns tempos para cá, muitos estudantes brasileiros têm optado por fazer a universidade nos Estados Unidos.
Os motivos para isso são muitos, mas em especial eu gostaria de citar o que acredito ser o principal, ou seja, a educação americana privilegia a vivência do aprendizado: o aluno é levado a refletir sobre como aquilo que está aprendendo influenciará em sua vida, sua comunidade, seu país e o planeta.
As diferenças entre os sistemas começam no ensino fundamental, mas vão se intensificando ao longo dos anos e a flexibilidade do sistema norte-americano também atinge o ensino superior. Enquanto aqui é preciso decidir qual carreira seguir antes mesmo de ser aprovado no vestibular, lá, os dois primeiros anos da graduação contém disciplinas genéricas e a escolha da especialização só acontece nos dois últimos anos.
O sistema de educação americano oferece uma grande variedade de escolhas para os estudantes internacionais. Há uma tal variedade de escolas, cursos e locais, que as escolhas podem confundir os estudantes, até mesmo os americanos.
Então, vamos começar do começo: a primeira coisa a se fazer é tentar entender o sistema de educação americano. Isto ajuda com as escolhas:


Educação Infantil: Kindergarten: Ages 5 to 6 years
Ensino Fundamental: Elementary School: Ages 6/7 years to ages 14/15 years
Maioria das escolas públicas estão divididas em
Ensino Fundamental I – 1º ao 6º ano (Elementary School),
Ensino Fundamental II – 7º e 8º (Middle School).


Ensino Médio: High School: de 9º a 12º.9º ano = freshman
10º ano = sophomore
11º ano = junior
12º ano = senior
Maioria dos alunos termina High School com 17 ou 18 anos


Graduação ("Undergraduate" ou primeiro nível de graduação)
Normalmente são necessários quatro anos para obter o bacharelado. O aluno pode começar seus estudos para obter o grau de bacharel em um community college ou em uma universidade ou faculdade de quatro anos.
Nos primeiros dois anos de estudos, você geralmente terá que cursar uma variedade de matérias, chamadas de general education ou educacao geral : literatura, ciências, ciências sociais, artes, história, etc. O motivo disso é adquirir um conhecimento, uma base geral sobre uma variedade de assuntos antes de se concentrar em um campo específico de estudos (major).
É preciso escolher a área principal/específica (major) no começo do terceiro ano de estudos, pois a partir do 3º ano, o aluno terá que fazer um certo número de matérias específicas para atender aos requisitos de formatura do seu curso. Para quem já sabe o que quer, é possível começar a incluir materias dirigidas a seu “major” desde o primeiro semestre.

Community College
Primeiros anos de educação pós ensino médio.
Muitos estudantes preferem estudar em um community college para fazer os primeiros dois anos das matérias de pré-requisito. Eles obterão o grau de transferência de Associate of Arts (AA), para então poderem se transferir para uma universidade ou faculdade de quatro anos.
Oferecem programas técnicos ou profissionalizantes (ajudante de enfermagem, auto mecânico, artes culinárias, desenho de moda, eletricista, encanador, técnico em computação, etc.)
Destinado a todos e o processo seletivo é feito através de um teste de inglês e matemática.
Os alunos recebem um Associate’s Degree. Normalmente, existem dois tipos de formação: uma que visa a transferência acadêmica, e outra que prepara os estudantes para entrar diretamente no mercado de trabalho. A formação com transferência para universidade costuma ser o "associate of arts", de ciências humanas, e o "associate of science", de ciências exatas e biológicas.

College (Faculdade)
São 4 anos ou um mínimo de 120 créditos de educação pós ensino médio, a nível de Bacharelado.
Oferecem alguns programas a nível de pós-graduação.

University
São 4 ou mais anos de educação.
Muitos programas educacionais, grande número de programas de pós-graduação e profissionais. Muitas universidades tambem se dedicam a pesquisa e são designadas como Universidades de pesquisa. Nestas, os professores além de lecionar, fazem pesquisas.
Não existe universidade gratuita aos alunos nos EUA.
1) Universidades Públicas – parcialmente custeadas pelo governo estadual e tem um custo de instrução mais baixo que as universidades particulares.
2) Universidades Particulares - custeadas somente pelos alunos e doações


Pós-graduação (Graduate - segundo nível - em busca de um mestrado)
O curso de pós-graduação geralmente é uma divisão da universidade ou faculdade. Para ser aceito, o aluno precisará fazer o exame GRE (Graduate Record Examination),
A pós-graduação é obrigatória em posições de nível mais alto em Engenharia, Pedagogia, etc.- Alguns cursos de mestrado exigem testes específicos, tais como o LSAT para Direito, o GRE ou GMAT para Administração de Empresas e o MCAT para Medicina.
Os cursos de mestrado costumam levar de um a dois anos para serem feitos. Por exemplo, o MBA (Mestrado em Administração de Empresas) costuma levar dois anos em média. Outros cursos de mestrado, como Jornalismo, levam apenas um ano.
A maior parte do tempo de um curso de mestrado é dedicada a pesquisa; o estudante de pós-graduação deve preparar um longo trabalho de pesquisa denominado "tese de mestrado" ou fazer um "projeto de mestrado".

Pós-graduação (terceiro nível - no nível de doutorado)
Muitas escolas de pós-graduação consideram o mestrado como o primeiro passo para a conquista de um PhD (doutorado). Porém, em outras escolas, os estudantes podem preparar-se diretamente para o doutorado sem ter feito um mestrado. O doutorado (PhD) pode levar três anos ou mais. Em muitos casos, tanto para alunos domésticos, como para estudantes internacionais, pode estender-se até cinco ou seis anos.
Durante os primeiros dois anos do curso, a maioria dos candidatos do doutorado se inscrevem em cursos e seminários. Pelo menos um outro ano é passado fazendo pesquisa e escrevendo uma tese ou dissertação, contendo pareceres, projetos ou pesquisas que não tenham sido publicados anteriormente.
A dissertação do doutorado é uma discussão e um resumo do conhecimento acadêmico sobre um determinado tópico. A maioria das universidades americanas com curso de doutorado também exige que os candidatos passem um certo período de tempo como residentes, façam um exame de qualificação que admita oficialmente os candidatos ao curso de PhD, e façam um exame oral sobre o mesmo tópico da dissertação.

ALGUMAS CARACTERÍSTICAS:

Ano acadêmico:
O ano letivo costuma iniciar em agosto ou setembro e vai até maio ou junho. A maioria dos novos estudantes começa em agosto, mas também pode-se começar a estudar em qualquer dos três termos letivos: agosto, janeiro ou junho. O ano acadêmico em muitas faculdades é composto de dois semestres. (Algumas escolas usam o calendário de três períodos). Algumas escolas incluem o período do verão como sendo mais um “semestre” opcional, mas de forma compactada, ao que chamamos de cursos de verão. É um bom recurso para quem está interessado em encurtar o tempo de permanência na universidade.

Sistema de notas:
A avaliação do desempenho nos cursos costuma ser feita usando porcentagens que são convertidas em conceitos (letras). Estas letras sao A, B, C, D, e F. Elas se correlacionam com numeros. A=4; B=3; C=2, D=1 e F =0. Notas vão de 0 a 4 nos USA.
O sistema de avaliação e o GPA dos EUA podem ser confusos, especialmente para os estudantes internacionais, mas podemos resumir em média aritmética ponderada das notas do ensino médio. Na realidade é bem fácil de fazer a conversão. A maioria das universidades boas nos USA requer uma média aritmética de alunos internacionais de 3,0. Isso equivale a 7.5 no Brasil, considerando-se que as notas no Brasil vão de 0 a 10.

Flexibilidade:
Uma característica típica do sistema de educação superior americano é o fato do aluno poder mudar a sua área principal de concentração muitas vezes, se assim o desejar. É muito comum os estudantes americanos mudarem de curso durante os estudos de graduação. Frequentemente, os estudantes acabam descobrindo um outro campo de estudos mais interessante. Por exemplo, um aluno pode comecar a estudar engenharia e mudar para literatura. Para isto, é só começar a fazer as aulas deste novo major.
As aulas variam desde dissertações em grandes anfiteatros com centenas de estudantes, a turmas menores e seminários (aulas de debates) com poucos alunos. A atmosfera nas salas de aula das universidades americanas é muito dinâmica. Espera-se que os estudantes expressem suas opiniões, defendam seus pontos de vista, participem de debates nas aulas e façam apresentações. Os estudantes internacionais consideram este um dos aspectos mais surpreendentes do sistema de educação americano.

Créditos
Cada matéria vale um certo número de créditos ou horas de crédito. Esse número equivale aproximadamente ao número de horas que o estudante passa em sala de aula por semana para uma determinada matéria. Uma matéria costuma valer de três a cinco créditos.
Um curso de tempo integral na maioria das escolas vale de 12 a 15 horas de crédito e é preciso cumprir um determinado número de créditos para se formar. Em geral, um bacharelado requer um mínimo 120 créditos. Se o aluno quer obter mais que um major ou um major e um minor, terá que obter um número bem mais alto de créditos.
O que é um major e um minor? Major é a concentração principal (foco principal) e minor pode ser visto como uma segunda concentração. Nos USA, é possível para um aluno ter mais que um major ou um minor.

Transferências
Se um aluno se inscrever em uma outra universidade antes de se formar, geralmente a maioria dos créditos acumulados na primeira universidade podem ser usados para a graduação na nova universidade. Depende da qualidade e ranking de ambas universidades, mais ou menos créditos são aprovados na transferência. Isso significa que um estudante pode transferir-se para outra universidade e ainda assim se formar dentro de um período de tempo razoável.


Requisitos para ingressar nas universidades americanas:

Requisitos para residentes nos EUA

SAT: Scholastic Aptitude Test
ACT: American College Testing Program
GPA: Grade Point Average
(obs.: a maioria das universidades não requer SAT e ACT, apenas o GPA)

Undergraduate Degrees: Graduação
Associate Degree: Community College
Bachelor of Arts: College or University
Bachelor of Science or University


Graduate School: Pós-Graduação
Master of Arts
Master of Science
Doctor of Philosophy (Ph.D.)

Professional schools:
Medicine
Dentistry
Veterinary Medicine
Law


Requisitos para alunos internacionais

- ter concluído o ensino médio e com boas notas (usado para calcular o GPA);- GPA: Grade Point Average- fazer a tradução juramentada do histórico escolar do ensino fundamental e médio;- provar a proficiência no idioma através de exames (TOEFL) ou fazer o curso de inglês antes de ingressar**- preencher um application (questionário do seu perfil) com seus objetivos, o que é importante, o que busca, conforme documentação fornecida;- prova de fundos (extrato bancário);
O maior problema do aluno brasileiro é realmente a proficiência do idioma inglês.Pensando nos alunos internacionais, algumas universidades criaram os seus próprios departamentos de línguas, com o objetivo de preparar os alunos, capacitá-los para assistir às aulas acadêmicas.

CURIOSIDADES:
Fórmula para transformar Fahrenheit em Centígrados : 
(F – 32) x 5 = C
     9

Fórmula para transformar Centígrados em Fahrenheit
C  x  9  +  32  =  F
         5


Abaixo uma lista de vídeos que mantenho e que podem ajudá-lo a entender melhor a cultura americana. Aceito sugestões para atualizar esta lista, ok?
Pois esta lista é da época em que eu fiz intercâmbio.




SÉRIE NO YOUTUBE: Aliens in América.

https://www.youtube.com/results?search_query=aliens+in+america+legendado





VÍDEOS

A – “ HORS CONCOURS ”
·          Forrest Gump / Forrest Gump - Com Tom Hanks

B – “ SOBRE INTERIOR DOS EUA ”
·          Baby Boom / Presente de Grego  - Com Diane Keaton
·          Roxanne / Roxanne  - Com Steve Martin e Daryl Hannah
·          Dr. Hollywood / Dr. Hollywood - Com Michael J. Fox

C – “ SOBRE ESCOLA PARTICULAR ”
·          Código de Honra - Com Brandon Fraser
·          Sociedade dos poetas mortos - Com Robin Williams

D – “ SOBRE ESCOLA ”
·          Ferry´s Bueller / Curtindo a vida adoidado - Com Martthew Broderick e Mia Sara
·          The Principal / Um diretor contra todos - Com James Belushi
·          Stand And Deliver / O Preço do Desafio - Com Edward J. Olmos e Lou Diamond
·          Dangerous Minds / Mentes Perigosas - Com Michelle Pfeiffer
·          Kids / Kids
·          Mr. Holland / Adoravel Professor - Com Richard Dreyfus

E – “ WASP (WHITE ANGLO SAXON PROTESTANT) ”
·          Ordinary People / Gente como a Gente - Com Donald Sutherland e Timothy Hutton

F – “ GUERRA DO VIETNÃ ”
·          Coming Home / Amargo Regresso -  Com Jane Fonda e William Dafoe
·          Platoon / Platoon - Com TomBereger e William Dafoe
·          Born 4th July / Nascido a 4 de Julho -Com Tom Cruise
·          Good Morning Vietnam / Bom Dia Vietnam - Com Robin Williams

G – “ RACISMO ”
·          Uma História Americana / The Long Walk Home -  Com Sissi Spacek e Whoopi Golberg
·          Mississipi Burning / Mississipi em Chamas - Com Gene Hackman e William Dafoe
·          A Cor Púrpura -  Com Whoppi Golberg
·          Sommersby / Sommersby -  Com Jodie Foster e Richard Gere
·          Malcom X / Malcom X - Com Denzel Washington
·          Tempo de Matar / a Time To Kill - Com Sandra Bullock, Samuel Jackson
·          Fantasmas do Passado / Ghosts of Mississipi -  Com Alec Baldwin e Whoopi Goldberg
·          Segredo / The Chamber -  Com Gene Hackman e Chris O´Donnel

H – “ DEPRESSÃO / ANOS 30 ”
·          They Shot Horses Don´t They / A Noite dos Desesperados - Com Jane Fonda
·          Of Mice And Men / Ratos e Homens - Com John Malkovick
·          Places In The Heart / Um Lugar ao Sol - Com Sally Field

I – “ SOBRE OS ÍNDIOS (NATIVE AMERICAN) ”
·          Little Big Man / Pequeno Grande Homem - Com Dustin Hoffman
·          Dances With Wolves / Dança com os Lobos - Com Kevin Costner
·          The Last Of The Mohicans / O Último dos Moicanos - Com Daniel Day Lewis
·          Geronimo / Geronimo

J – “ MARCHAS PARA O OESTE ”
·          Far And Away / Um Sonho Distante - Com Tom Cruise e Nicole Kidman
·          Texas / Texas

K – “ GUERRA DA SECESSÃO ”
·          Gone With The Wind / E o Vento Levou -  Com Vivian Leigh e Clark Gable
·          Shenandoah / Shenandoah - Com James Stewart
·          Glory / Tempo de Glória - Com Mathew Broderick e Denzel Washington
·          Gettysburg / Anjos Assassinos - Com Tom Berenger

L – “ GUERRA DA INDEPENDÊNCIA ”
·          Revolution / Revolução - Com Al Pacino e Natassia Kinski


Sugestões de filmes (por ex-alunos);

 1.The Middle, Temporada 2, episódio 5 (2010) - Esse episódio de uma das mais hilárias séries da TV americana mostra o programa de intercâmbio por meio da ótica de uma família que recebe um estudante japonês. Marinheiros de primeira viagem, a família compensa a falta de experiência com muita boa vontade de integrá-lo ao grupo.


2. Meninas Malvadas (Mean Girls, 2004) - Já virou um clássico dos filmes teen. "Meninas Malvadas" mostra uma escola na qual todas as facetas e estereótipos são exagerados ao máximo. Você vai encontrar a turma dos superpopulares, dos nerds, dos jocks (esportistas) e todas as nuances entre esses grupos. O interessante é que ele mostra a adaptação de uma pessoa em um novo ambiente e tudo o que você NÃO deve fazer para ser aceito no grupo. 

3.As Vantagens de Ser Invisível (The Perks of Being a Wallflower, 2012) -Enquanto muitos dos filmes têm um tom marcado de comédia, nesse existe também um lado dramático. Preparação para universidade, preconceito e aceitação e as consequências da ansiedade são lidadas aqui ao som de uma trilha sonora caprichada, que inclui The Smiths, New Order e David Bowie.

 4. As Patricinhas de Beverly Hills (Clueless, 1995). Talvez “O” filme de High School dos anos 90. A história é bem humorada e leve, mas fala de um tema ainda muito atual: a superficialidade do que é considerado popular ou cool. 

5. Cidades de Papel (Paper Towns, 2015) - Adaptação do livro de John Green, o filme mostra bem a época do final do colegial e a participação no prom, o tão esperado baile de formatura, através dos olhos de um garoto intrigado com sua vizinha misteriosa.

6. As Apimentadas (Bring it On, 2000) - Quais os maiores símbolos do High School norte-americano? O uniforme do time de futebol, o ônibus escolar amarelo e as cantinas com bandejão perdem o posto para o esporte mais mal compreendido no Brasil: o cheerleading e seu universo todo particular. 

7. A Garota do Blog (Gossip Girl, 2007-12) - A série vale pela caricatura de uma tradicional escola de Manhattan e o estilo dos personagens que compõem a cena desse tipo de escola americana. Mas é bom colocar em perspectiva: essa é uma série de entretenimento! Não vai achando que todas as escolas particulares nos Estados Unidos são assim mesmo.

 8. Manual de Sobrevivência Escolar do Nerd (Ned’s Declassifed School Survivor Guide, 2004-07) - A série acompanha o dia a dia de um estudante americano prestes a entrar no High School. Com o passar do tempo ele desenvolve dicas para ajudar a si mesmo e a seus amigos a lidarem com os desafios escolares, como desempenho acadêmico, escolha de matérias, esportes e relacionamentos.

9. Duelo de Titãs (Remember the Titans, 2000) -esse é um filme obrigatório para os fãs de futebol americano. O esporte é o pano de fundo dessa história real que mostra a integração racial na cidade de Alexandria, Virginia, na década de 70.  


As Leis

*Drogas: A posse, venda, ou uso ilegal de drogas será considerada um sério crime na América do Norte. Pessoas violando leis de droga serão na maioria das vezes presas.
*Álcool : A idade legal para bebida na maior parte dos Estados Unidos é 21 anos. É ilegal possuir ou beber álcool, estar em estabelecimentos que vendam bebida, ou em um grupo de menores com posse de álcool mesmo se você não estiver bebendo. Você pode ser preso por isso.

*Tabaco:  É ilegal comprar produtos do tabaco (ex: cigarro) se você for menor de 18.
*Furto: Roubar algo de uma loja é um sério crime de violação de lei. ‘Furtadores’ são presos, multados e punidos. Alunos estrangeiros que forem pegos furtando, serão enviados para casa no Brasil, imediatamente.

*Dirigindo um veículo motorizado: Estudantes de intercâmbio de high school podem conseguir uma carteira de motorista durante o programa mas não tem a permissão do programa para dirigir.Estudantes em outros programas, como universidade ou pós-graduação, ou cursos de idiomas, por exemplo, se possuidores de uma carteira de motorista podem dirigir, mas precisam de um seguro e este seguro é extremamente caro.
*Cintos de segurança: Todos, no carro, precisam usar cinto de segurança. Não usar o cinto de segurança pode causar sério ferimento ou morte no caso de um acidente.

*Estupro regulamentar: Pessoas maiores de 18 anos que têm relações sexuais com menores de 16, podem ser culpadas de ‘estupro regulamentar’ mesmo se ambas as partes quiseram que o "evento" ocorresse.
*Revistas pornográficas: Instrua seus amigos brasileiros, etc... para não mandarem material pornográfico para seu e-mail e sua página de relacionamento na internet. Menores de 21 anos não podem adquirir este tipo de material na América do Norte, considerado como pornográfico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelos seus comentários e considerações. Entraremos em contato em breve.